segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Serpes/O Popular: cresce a aprovação do governo Marconi Perillo


Marconi Hugo 2
A aprovação do governador cresceu no estado de Goiás. A constatação é da pesquisa Serpes publicada no jornal O Popular. Marconi inclusive é melhor avaliado que a presidenta Dilma Rousseff. Marconi Perillo tem 36,8% de aprovação no Estado contra 35% de Dilma Rousseff.
Veja a matéria:

Popularidade em alta. Serpes aponta crescimento de 6,4% na aprovação de Marconi.
Pesquisa Serpes/O Popular, divulgada nesta segunda-feira pelo jornal, aponta que a aprovação do governador Marconi Perillo subiu 6,4%, se comparada com o levantamento feito em julho passado.
Thaís Romão 28 de outubro de 2013 (segunda-feira)
Passado o período das grandes manifestações populares e de segmentos organizados, melhoraram os índices de aprovação à atuação do governador Marconi Perillo (PSDB) e da presidente Dilma Rousseff (PT) em Goiás. É o que mostra a segunda rodada da pesquisa Serpes/O POPULAR, que ouviu 801 eleitores em seis regiões do Estado entre os dias 21 e 25 deste mês.
A condução da administração estadual por Marconi é apontada como ótima por 8,2% dos entrevistados e boa por 28,6% – um acréscimo de 6,4 pontos porcentuais na aprovação (soma de ótimo e bom), em comparação à primeira rodada da pesquisa, divulgada em meados de julho. Marconi tem investido em uma agenda positiva e realizou, nas últimas semanas, um intensivo de visitas a obras do Executivo pelo Estado.
O crescimento do índice de aprovação de Dilma Rousseff no Estado foi ainda maior, com avaliação positiva de 35% dos entrevistados – quase 9 pontos porcentuais a mais do que na primeira rodada (veja quadro). O índice de ótimo passou de 5,5% para 8,2%, e 26,8% declararam considerar o governo da petista bom – contra os 20,6% em julho.
Na outra ponta, os índices de reprovação (soma de ruim e péssimo) de Marconi e Dilma diminuíram. A reprovação do tucano caiu de 31,7% em julho, para 27,2% em outubro, enquanto o índice de regular passou de 35,8% para 31,8%.
Na avaliação dos eleitores goianos sobre a atuação da presidente, o porcentual de reprovação teve queda de quase 15 pontos porcentuais, com o péssimo passando de 20,3% para 11,9% e o ruim caindo, também, de 15,9% para 9,4% – outros 42,2% dos entrevistados avaliaram o governo da petista como regular.
Perfil
A pesquisa mostra que a aprovação de Marconi é maior entre eleitores do sexo feminino e entrevistados com 50 anos ou mais. Quanto ao nível de instrução, o governador tem melhor avaliação entre eleitores que apenas leem e escrevem. Entre os que reprovam a administração do tucano, a maioria está na faixa etária de 16 a 24 anos. Eleitores com curso superior também são maioria entre os que reprovam a gestão de Marconi à frente do Estado.
Dilma também tem aprovação maior entre mulheres e eleitores que apenas leem e escrevem. Quanto à faixa etária, a aprovação da presidente é maior entre entrevistados de 35 a 49 anos. Dos entrevistados que reprovam o governo da petista, o índice é maior entre entrevistados com faixa etária de 16 a 24 anos e eleitores com ensino médio.
Região
Quanto à região, a capital continua sendo um desafio para Marconi. É em Goiânia onde ele tem o menor índice de aprovação e também o maior de reprovação. Das seis regiões pesquisadas, a região Sul é onde ele obteve maior índice de aprovação, enquanto o menor porcentual de reprovação de seu governo foi detectado na região Norte. Da região Sul, foram ouvidos eleitores nas cidades de Caldas Novas, Catalão, Itumbiara, Morrinhos e Piracanjuba. Da região Norte, participaram da pesquisa os municípios de Ceres, Goianésia, Porangatu e Uruaçu.
Dilma Rousseff também teve o menor índice de aprovação e o maior índice de reprovação na capital. Como Marconi, é também da região Norte seu menor índice de reprovação. Já o seu maior índice de aprovação é na região Noroeste, de onde foram ouvidos entrevistados nas cidades de Goiás, Aruanã, Iporá e São Luís de Montes Belos.