sábado, 12 de outubro de 2013

Lula finalmente será intimado a depor no escândalo do Mensalão depois de novas denúncias de Marcos Valério.


Uma denúncia feita pelo empresário Marcos Valério de Souza, em setembro do ano passado, pode fazer com que o ex-presidente Lula seja intimado a depor no processo do chamado “mensalão”.
Em seu depoimento, tornado público em abril deste ano pelo Estado de S. Paulo, Valério teria revelado contas no exterior usadas para movimentar R$ 7 milhões transferidos pela Portugal Telecom, nova dona da Oi, para campanhas do PT. Tais contas pertenceriam aos publicitários Duda Mendonça e Nizan Guanaes, que fez a campanha de Jorge Bittar, no Rio de Janeiro. Entre as despesas pagas, haveria shows da dupla Zezé di Camargo & Luciano.
O caso voltou a ser abordado na revista Veja deste fim semana. Segundo reportagem de Rodrigo Rangel e Hugo Marques, o ex-ministro Antonio Palocci, que teria se envolvido nessa operação, segundo Valério, já teria até sido intimado a prestar depoimento. De acordo com Valério, Palocci cuidou para que os recursos fossem transferidos por fornecedores da Portugal Telecom, em Macau. Ele teria ainda citado uma doação da Usiminas.
Ainda de acordo com a reportagem, Lula também poderá ser intimado a depor. “Em breve, o próprio Lula deverá receber uma intimação para prestar esclarecimentos ao Ministério Público Eleitoral em Brasília, mas sobre outro episódio derivado das revelações de Marcos Valério: uma doação não declarada de 1 milhão de reais feita pela Usiminas também à campanha presidencial de 2002″.
A reportagem de Veja não cita o publicitário Nizan Guanaes, apontado por Valério como beneficiário de parte das transferências da Portugal Telecom.