domingo, 13 de outubro de 2013

Vampiro mata a própria filha ao lhe morder o pescoço e beber o sangue


Um morador de Papua-Nova Guiné descrito como “vampiro” foi preso acusado de matar sua filha pequena após morder seu pescoço, comer a carne do corpo e beber seu sangue. A polícia investiga o caso, que aconteceu na última quarta-feira, como um ato de canibalismo. As informações são do site The Daily Star.
Uma das primeiras pessoas a observar a cena, o conselheiro local (cargo similar ao de vereador) John Kenny, descreveu o cenário. Ele afirmou ao PNG Post Courier que a menina, de três anos de idade, e a mãe dela foram visitar o pai, que em um momento pegou a menina e correu em direção a alguns arbustos na proximidade. A testemunha disse que o “vampiro” trouxe a filha para perto de si, mordeu seu pescoço, comeu parte de seus músculos e sugou sangue da menina.
Dois garotos que subiam em uma árvore viram o suposto ataque e saíram correndo para alertar a população. O “vampiro” não teria ficado preocupado. “Ele simplesmente riu para os garotos e continuou comendo a carne e bebendo o sangue”, afirmou Kenny ao jornal. “Os meninos ficaram assustados e correram depressa para dar o alarme.”
Quando pessoas chegaram para averiguar a situação, o homem teria jogado o corpo no mato e corrido antes de ser capturado e apresentado à polícia. De acordo com a matéria, a Papua-Nova Guiné é um país onde magia negra, bruxaria e canibalismo têm crescido ultimamente.