sábado, 30 de novembro de 2013

Começou a operação “pula do barco de Friboi”. Prefeito do PMDB declara apoio à reeleição de Marconi Perillo.


Cunha
Prefeito Cunha (PMDB), da cidade Porteirão, abandona o barco de Friboi e declara apoio à reeleição de Marconi Perillo
O efeito Friboi começa na prática a desestabilizar o PMDB no estado de Goiás. Aquilo que a deputada federal Iris Araújo, esposa de Iris Rezende, ameaçou há dois dias no Twitter, já está acontecendo. Peemedebistas iniciaram a operação PULA FORA DO BARCO DE FRIBOI. Na véspera do anúncio de que Junior Friboi deve ser ungido “na marra” o pré-candidato do PMDB ao governo de Goiás em 2014, o que se vê é uma generalizada insatisfação de prefeitos, vice-prefeitos, vereadores e lideranças peemedebistas. Quando Junior Friboi propôs retirar o nome de Iris das pesquisas eleitorais, dona Iris veio na fumaça e perguntou se era para sair da campanha também. A declaração da esposa de Iris reflete o nível de rejeição que Friboi tem dentro do PMDB de cabo à rabo.
O prefeito da cidade de Porteirão, José Cunha, que é do PMDB, declarou apoio à reeleição de Marconi Perillo (PSDB) em 2014. A revelação de Cunha foi feia neste sábado, em Rio Verde, durante o 10º encontro dos partidos que compõem a base aliada governista. O vice-governador José Eliton e mais representantes de 14 partidos estiveram na AABB da cidade para o evento. A declaração de Cunha foi recebida com aplausos e apoio. “Você é mais um que vem para somar e quer ver esse estado crescer”, disse Eliton. Outros prefeitos e líderes do PMDB devem seguir os passos do prefeito de Porteirão nos próximos dias. Já no encontro de Rio Verde foram ouvidas várias manifestações de outros modebas no sentido de abandonar o barco de Friboi.
A atitude de Cunha deve gerar repercussão dentro do PMDB nos próximos dias. O partido de Iris Rezende é o maior rival de Marconi Perillo em Goiás. E até agora tem como principal pré-candidato ao governo o empresário Júnior Friboi.

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Justiça federal absolve o Bispo Edir Macedo de falsidade ideológica


bispo-edir-macedo-igreja-universal-20070927-size-598
O Tribunal Regional Federal da 4ª Região decidiu nesta terça-feira (23) absolver os bispos Edir Macedo e Honorilton Gonçalves no processo que os acusava de falsidade ideológica. A juíza federal Salise Monteiro Sanchotene, relatora da ação, entendeu que não poderia condenar os réus com base em presunções, dizendo que não há provas de que as cotas da TV Vale do Itajaí (SC) pertenceriam mesmo a Marcelo Nascentes Pires, ex-pastor da Igreja Universal do Reino de Deus.
Pires acusa Edir Macedo de falsificar assinatura para entregar sua parte na emissora para o bispo Honorilton Gonçalves. Mas para a justiça não é possível comprovar que o ex-pastor tinha capacidade econômica para ser sócio de uma emissora filiada da Rede Record. “De tal fato se extrai fundada dúvida de que o intuito do mandante, ao repassar procuração com abrangentes poderes de gestão de bens e espaço passível de ser posteriormente preenchido, era mesmo, à época da confecção do documento, o de permitir operações como as que se sucederam, não havendo falar em falso ideológico”, sentenciou a juíza.
Em 1996 Marcelo Pires assinou uma procuração dando poderes para Macedo, porém ele alega que o espaço relativo ao nome da empresa que seria transferida foi deixado em branco. A denúncia afirma que em 2002, seis anos após a assinatura da procuração, o documento foi usado para que o bispo Gonçalves tivesse poder para controlar a TV em Itajaí. Pires conseguiu retomar as ações da emissora e recentemente chegou a cogitar vendê-la para Valdemiro Santiago, fundador da Igreja Mundial do Poder de Deus, maior rival de Edir Macedo. 

Vergonha petista: cartilhas do MEC são piores que uma revista Playboy para crianças

Vergonha petista

EU AMO A FAMÍLIA QUE DEUS CRIOU: HOMEM E MULHER = FILHOS.
VEJA as Cartilhas que o MEC já está distribuindo à algumas escolas do país
Meu recado aos pais que têm filhos na escola: fiquem de olho! E demonstrem aos professores e coordenação que estão de olho! Conversem com os outros pais, troquem informações, convivam, tomem iniciativas juntos. Peçam as listas de livros que serão adotados no ano seguinte, pesquisem antes, intervenham, façam outras propostas quando as que a escola oferecer não forem boas. Enfim, não deixem a coisa correr à revelia! Cheguem junto!
Veja este vídeo e tire suas conclusões!

MPF aciona Lula por improbidade administrativa. O molusco tem que devolver R$ 9,5 milhões aos cofres públicos.


Luiz-Inacio-Lula-da-Silva-20120802-size-620

O Ministério Público Federal apresentou pedido para que seja aberta uma ação de improbidade administrativa contra o ex-presidente Lula (PT) e o ex-ministro da Previdência Amir Lando. Eles são acusados de uso da máquina pública para realizar promoção pessoal e favorecer o banco BMG, pelo envio de 10,6 milhões de cartas a segurados do INSS de outubro a dezembro de 2004. A ação pede a devolução de R$ 9,5 milhões para os cofres públicos.
O parecer faz parte de uma apelação do MPF contra uma decisão de um juiz de primeira instância. O caso começou em 2011, quando o ministério entrou com a ação contra Lula e Lando. Segundo a Procuradoria, as cartas assinadas por Lula e Lando informavam sobre empréstimos consignados com taxas de juros reduzidas. À época, o BMG era o único banco privado que oferecia esse empréstimo, segundo a acusação.
Em novembro de 2012, o juiz Paulo Cesar Lopes, da 13ª Vara da Justiça Federal do Distrito Federal, extinguiu a ação por um erro técnico, sem julgar o mérito. Segundo o magistrado, o Ministério Público somente poderia ter processado Lula durante o mandato e por meio de outra ação, a de crime de responsabilidade.
Por isso, o MPF recorreu ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília. O novo parecer, enviado na quarta-feira (27), é assinado pelo promotor Marcelo Antônio Ceará Serra Azul. Ele diz que a ação proposta está correta e pede que o tribunal obrigue a primeira instância a aceitá-la. O caso agora está com o desembargador I’Talo Fioravanti Sabo Mendes. 

Marconi abre mais um Governo Junto de Você e comemora 1 milhão de atendimentos


Marconi abre Governo Itinerante
Marconi Perillo abre o Governo Junto de Você em Cidade Ocidental no entorno do DF
O governador Marconi Perillo abriu hoje pela manhã, na Cidade Ocidental, região do Entrono do Distrito Federal, a 14ª edição do Governo Junto de Você, que tem a previsão de realizar 80 mil atendimentos, atingindo um total de 1 milhão até agora, número que foi enfatizado na solenidade de abertura. Os atendimentos prosseguirão até o próximo domingo e neste período Cidade Ocidental recebe simbolicamente o título de capital goiana, obedecendo a decreto assinado pelo governador.
A solenidade de abertura do Governo Itinerante começou com a assinatura, pelo governador Marconi, de duas ordens de serviço autorizando a construção de duas escolas Padrão Século XXI na Cidade Ocidental, onde serão investidos R$ 8,6 milhões. Marconi anunciou a licitação da iluminação da GO-521, ligando a cidade à BR-040, e de 250 mil metros quadrados de pavimentação de ruas e avenidas.
Em discurso, ele disse que ajudará a prefeita Giselle Araújo a melhorar a infraestrutura da Cidade Ocidental e para tal viabiliza um empréstimo de R$ 8 milhões junto à Caixa Econômica Federal. Anunciou a construção de uma unidade do Corpo de Bombeiros  Militar e uma unidade do Vapt Vupt no município, além de falar das tratativas para levar o BRT de Brasília a Santa Maria e daí a Luziânia.
Na solenidade foi mostrado um vídeo onde a Agehab faz a entrega de 540 casas no município e o Governo comemora a formatura de 200 alunos no programa de qualificação de mão de obra denominado Bolsa Futuro. A prefeita elogiou o governador e disse que conta com apoio de Marconi para a realização das obras que a cidade mais precisa. Disse que a Prefeitura estará assinando em breve dois convênios com a AGDR, no total de R$ 9 milhões, para a melhoria da malha viária da Cidade Ocidental e a construção de uma creche e de um Centro de Convivência do Idoso.

Guerra interna no PMDB: Dona Iris retuíta perfil que parece ser Fake para atingir Friboi?


Dona Iris e Friboi
A  deputada federal do PMDB-GO, dona Iris Araújo, que é esposa do ex-prefeito de Goiânia, Iris Rezende, conseguiu uma maneira estranha e indireta para atingir  Junior Friboi, o grande adversário de seu marido dentro do PMDB, na guerra que os dois travam para saber quem será o candidato do partido ao governo de Goiás em 2014. Recentemente Junior Friboi sugeriu que os institutos de pesquisas em Goiás retirassem o nome de Iris nos levantamentos a serem feitos no estado. Friboi disse que isso seria o mais correto uma vez que Iris já disse que não é candidato a nada em 2014. Friboi quer na verdade fugir do confronto público com Iris Rezende gelando o maior líder do seu partido. É a famosa “gata parir” na política.
É claro que os iristas odiaram a proposta indecente de Friboi. Nos bastidores “modebas” o clima é cada vez mais quente entre os apoiadores de Iris e Friboi, mas poucos são os que tem “peitoral de angico” para demonstrarem suas posições. Quase tudo é feito na surdina. O fato é que Friboi percebeu que já está no ponto na frigideira do PMDB e tenta de tudo para não se tornar mais um bem passado pelo rolo compressor de Iris.
A tal proposta indecente de Friboi fez a esposa de Iris se mexer. Dona Iris usou o seu perfil oficial na rede social Twitter para demonstrar sua indignação com a proposta do recém chegado ao partido, que apesar ter subido agora no ônibus peemedebista, não abre mão de viajar “janelinha”. Dona Iris não deu sua opinião claramente sobre o assunto. Ela preferiu retuitar (repetir, republicar) mensagens de um outro perfil (Getulio Honesto) da mesma rede social, e que parece claramente se tratar de um FAKE (Perfil Falso), o qual se mostra indignado com atitude de Friboi. Nas postagens do suposto FAKE, que dona Iris retuitou, fica claro que Friboi está fazendo uma grande lambança. Há inclusive a sugestão que se continuar com essa “bobagem”, Friboi faria com que milhares de eleitores de Iris poderiam mudar de lado. O que está sugerido é que os eleitores de Iris em Goiás preferem votar em Marconi Perillo do que em Junior Friboi. 
Veja as postagens retuitadas por dona Iris Araújo no Twitter!
Postagens de dona Iris

Paulo Garcia (PT) cobrará IPTU mais caro dos pobres de Goiânia.


IPTU
O vereador Elias Vaz (PSB) questiona as disparidades dos índices de reajuste do IPTU/ITU anunciados pela prefeitura. Um dos pontos que chamam a atenção é o aumento de 31% a 37% referente a ‘logradouros especiais’. Quem mora ou tem comércio, por exemplo, nas avenidas T-63, Anhanguera, Goiás (até a Independência) e 24 de Outubro vai pagar o índice mais alto: 37%. Enquanto isso, os lojistas do shopping Flamboyant, incluído na segunda zona fiscal, vão pagar 34% de aumento.
“Quem tem maior capacidade contributiva? O dono de uma lojinha no centro ou o de uma loja de um dos principais shoppings do Estado? Os comerciantes da T-63 constantemente reclamam de desvalorização, os da 24 de Outubro, em Campinas, há muito tempo pedem socorro ao poder público, que nunca fez nenhum tipo de revitalização na área”, questiona Elias Vaz.
O vereador aponta outras discrepâncias: enquanto moradores do centro e Setor Aeroporto, por exemplo, serão penalizados com aumento de 33%, por estarem inseridos na primeira zona fiscal, e os do Criméia Leste e Oeste e Norte Ferroviário, bairros da segunda zona fiscal, terão aumento de 30% no imposto, quem vive em condomínios fechados de alto padrão, como Granville, Jardim Florença ou Aldeia do Vale, vai pagar 27% a mais de IPTU/ITU, o mesmo índice de moradores de bairros como Jardim Curitiba e Vale dos Sonhos, todos da terceira zona fiscal. “Esses índices comprovam como é falho o sistema de cobrança por zoneamento fiscal, que não faz justiça e exige ao máximo de quem não tem condições de pagar valores altos de imposto”, ressalta Elias Vaz.







Fonte: Brasil 247

CBF acaba de divulgar a seleção dos melhores do Brasileirão 2013. Confira a lista!


Captura de Tela 2013-11-29 às 13.28.52
Está escalada a Seleção do Campeonato Brasileiro Série A 2013. A premiação será realizada no dia 9 de dezembro, no programaBem, Amigos, do SporTV, em São Paulo, quando os troféus serão entregues aos vencedores.
Entre os eleitores estão os jogadores e os integrantes da comissão técnica da Seleção Brasileira que disputou os dois últimos amistosos de 2013 – Honduras, 5 a 0, e Chile, 2 a 1.
Os profissionais de imprensa também votaram. A lista dos votantes se encerra com os treinadores e capitães dos clubes que disputaram a Série A neste ano.
Confira a lista dos campeões:
Goleiro:
Fábio (Cruzeiro)
Lateral direito:
Marcos Rocha (Altético Mineiro)
Zagueiros:
Dedé (Cruzeiro)
Manoel (Atlético Paranaense)
Lateral esquerdo:
Alex Telles (Grêmio)
Volantes:
Nílton (Cruzeiro)
Elias (Flamengo)
Meias Armadores:
Everton Ribeiro (Cruzeiro)
Paulo Baier (Atlético Paranaense)
Atacantes:
Walter (Goiás)
Ederson (Atlético Paranaense)
Técnico:
Marcelo Oliveira (Cruzeiro)
Revelação do Campeonato:
Marcelo (Atlético Paranaense)
Craque do Campeonato:
Everton Ribeiro (Cruzeiro)

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Deputado do PT é acusado de forjar documentos contra tucanos em São Paulo. Ministro da justiça estaria envolvido


Simão Pedro
Simão Pedro, deputado licenciado do PT (SP), é acusado pelo PSDB de forjar documentos contra integrantes dos governos tucanos em São Paulo.
A cúpula do PSDB convocou, nesta terça-feira (26), uma entrevista coletiva em que acusou um deputado estadual licenciado do PT de forjar um documento para incriminar políticos tucanos do governo paulista. O PSDB anunciou que não aceita o rumo das investigações sobre o chamado caso Siemens. Integrantes do partido criticaram o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, por ter recebido e repassado à Policia Federal – e não à Procuradoria Geral da República – um dossiê sobre a suposto prática de cartel em licitações dos trens e do metrô, em São Paulo e no Distrito Federal. O ministro afirmou que agiu de forma correta.
O presidente do PSDB, senador Aécio Neves, criticou o ministro da Justiça no episódio da denuncia envolvendo três governos do PSDB em São Paulo. “Na nossa avaliação, da forma açodada com que agiu o ministro da Justiça e a sua omissão em determinados momentos desse episódio tiram dele, na nossa avaliação, as condições de conduzir essas investigações”, declarou Aécio.
Além de defender a demissão do ministro, o PSDB vai entrar com uma representação na Comissão de Ética Pública contra José Eduardo Cardozo e quer convocá-lo para prestar esclarecimentos na Câmara e no Senado. Entre os documentos apresentados pela direção do PSDB e que constam do inquérito da Polícia Federal sobre o suposto cartel, está a cópia de uma carta anônima em inglês datada de junho de 2008 e sua tradução para o português. Os documentos têm carimbos do departamento da Polícia Federal de São Paulo.
A carta é endereçada à direção da Siemens na Alemanha e denuncia práticas ilegais da própria Siemens no Brasil. Em vários trechos, a tradução para o português não bate com o texto original em inglês. Logo na abertura, lê-se em inglês que “autoridades brasileiras estão investigando o envolvimento de pagamento de propina a funcionários de governo”. Na versão para o português esse trecho vira “durante muitos anos a Siemens vem subornando políticos na sua maioria do PSDB e diretores da CPTM, metrô de São Paulo e metrô de Brasília”.
Em um outro trecho, em inglês, ao se referir novamente às fraudes, a carta diz: “Cada parte tinha a sua própria maneira de pagar comissões a funcionários do governo”. Em português a tradução ficou assim: “cada empresa tinha sua própria forma de pagar a propina ao pessoal do PSDB e a diretoria da CPTM”. Para o PSDB, a tradução foi feita pelo deputado licenciado Simão Pedro (PT-SP), hoje secretário de Serviços de prefeitura paulistana.
“Isso é um crime! Isso está adendo, não está no original. O original está aqui, dentro do dossiê. Esse aqui é a cópia da tradução ‘padrão Simão Pedro’”, acusa Jose Anibal, secretário de Energia de São Paulo. Simão Pedro diz que repassou o material ao Ministério da Justiça, e negou que tenha feito a tradução. Na semana passada, o jornal ‘O Estado de São Paulo’ revelou que uma outra carta, esta escrita em abril deste ano pelo ex-executivo da Siemens Ewerton Reinhemer, foi anexada ao inquérito da Polícia Federal, em que diz que existiu um forte esquema de corrupção no estado de São Paulo, durante os governos Covas, Alckmin e Serra.
Em nota, Everton diz que a carta é anônima e que a investigação corre em sigilo. A advogada de Reinhemer diz que não pode  negar ou confirmar que ele é o autor dessa carta, mas cinco fontes de órgãos públicos diferentes, ouvidas pelo Jornal Nacional, garantem que a carta-denúncia é dele. Nesta carta de 2013, Reinheimer afirma que, em 2008, enviou uma carta à direção da Siemens na Alemanha denunciando as práticas ilegais da filial brasileira.
À tarde, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, deu entrevista para responder as acusações dos tucanos. Ele confirmou que os documentos, em inglês e em português, fazem parte do material que recebeu e repassou à Policia Federal. José Eduardo Cardozo contou que, no começo de maio, o deputado licenciado Simão Pedro foi à casa dele, em São Paulo, e entregou as cartas que recebeu, sem dizer quem tinha lhe repassado os documentos. Segundo o ministro, quando ele viu os nomes citados nas cartas decidiu entregar à Polícia Federal para que a PF analisasse se valeria a pena ou não incluir no inquérito.
“Não importa quem seja, o ministro da Justiça tem o dever de solicitar a investigação, a análise da procedência para que a polícia delibere o que fazer com o material. O ministro da Justiça que não o fizer, a meu ver, prevarica”, afirma José Eduardo Cardozo. O ministro disse que não analisou os acréscimos de referência a políticos tucanos na tradução da primeira carta do funcionário da Siemens à empresa em 2008.
O diretor-geral da Polícia Federal disse que a PF não fez a tradução dos documentos que recebeu e que ainda investiga a veracidade deles. O diretor afirmou ainda que a investigação corre sob sigilo e que não há pessoas com foro privilegiado, entre os suspeitos. “Nós vamos praticar diligências para ver se existe dentro de um inquérito já existente, e nesse inquérito se algum personagem de foro privilegiado surgir indícios de envolvimento, esse inquérito aí sim será remetido para o tribunal respectivo. Ponto. No momento, nós não temos, nessa investigação, nenhum personagem de foro privilegiado sendo investigado ou sequer indícios de seus envolvimentos. Ponto”, garante Leandro Daiello, diretor-geral da Polícia Federal.


Fonte: Jornal Nacional

terça-feira, 26 de novembro de 2013

Marconi premia quase 2 mil alunos no Entorno de Brasília e em Anápolis

Com a entrega de 625 Prêmios Poupança Aluno a estudantes de Novo Gama e Luziânia no Entorno de Brasília, o governador Marconi Perillo encerrou hoje os dois dias de visitas a municípios da região, iniciados ontem por Águas Lindas de Goiás. No início da tarde, ele entregou esse prêmio a 748 alunos em Anápolis, contemplando também os das 12 cidades que fazem parte da subsecretaria de Educação da região. Nestes dois primeiros dias, Marconi já premiou 1.921, dos 10 mil alunos programados para receber o prêmio este ano.
Ontem, o governador esteve ainda em Planaltina e Formosa. Na próxima quinta-feira, ele abre mais uma etapa do Governo Itinerante no Entorno do DF, desta vez beneficiando os moradores da Cidade Ocidental, onde também entregará cartões do Prêmio Poupança Aluno, que é destinado a estudantes da rede pública que se destacaram nas séries do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental e do 3º ano do Ensino Médio.
Em Novo Gama foram entregues 217 poupanças aos alunos que mais se destacaram no ano letivo. Em Luziânia, foram beneficiados 408 estudantes. Nestas solenidades, Marconi assinou ordens de serviço para a construção de mais escolas nas cidades de Novo Gama, Luziânia e Cristalina. Em Anápolis, ele sobrevoou as obras do aeroporto de cargas e do centro de cultura e convenções.
Em Luziânia, voltou a falar que envidará esforços para construir 35 novas escolas nas cidades da região. Ontem, falou das dez que serão construídas em Águas Lindas, Santo Antônio do Descoberto e Padre Bernardo. As novas unidades Padrão Século XXI estão orçadas em R$ 44,3 milhões: R$ 18,6 milhões para a edificação de cinco escolas em Novo Gama; R$ 17,3 milhões para a construção de quatro unidades em Luziânia e outros R$ 8,4 milhões para duas escolas em Cristalina. Todas as novas unidades de ensino serão construídas através de convênio entre a Prefeitura (que doa o terreno) e os governos do Estado e Federal, que viabilizam os recursos.
unnamedscs
Além de ter reformado mais de mil escolas em 2013, o governo do Estado anuncia, para 2014, a concessão de mais 150 mil netbooks para os alunos da rede pública e a climatização de 600 escolas estaduais. “De início, vamos colocar ar condicionado em  600 escolas. Até o final de 2014, todas elas serão beneficiadas”, garantiu Marconi ao informar que a Secretaria Estadual de Educação já dispõe dos recursos para adquirir os aparelhos.
Depois de ser homenageado com um troféu pela 5ª Companhia Regional da Polícia Militar, que tem jurisdição sobre Novo Gama, Cristalina, Luziânia e Cidade Ocidental, pelo empenho do governo visando minimizar a violência nas cidades do Entorno, o governador Marconi Perillo ouviu do comandante Heber Souza, que as ações de seu governo já surtiram efeito. Segundo o policial, a região saiu de 15 a 17 homicídios, por dia, em menos de um ano, para uma morte a cada dez dias. Segundo o comandante, somente no primeiro semestre  houve redução de 62% nos índices de homicídio na região em relação ao mesmo período do ano passado. Em relação a 2012, o Entorno registrou 300 homicídios a menos.
dsvk

O governador também recebeu homenagem da subsecretaria de Educação de Novo Gama, criada neste ano. A subsecretária, Maria de Almeida, entregou uma placa ao governador também em cumprimento pelo lançamento do Prêmio Aluno. Em agradecimento, o prefeito Everaldo Vidal  (PPL) consagrou Marconi como “o governador da educação, aquele que mais investiu e investe para a melhoria do ensino em Goiás”.
Durante as visitas em Novo Gama e Luziânia, o governador esteve acompanhado do secretário da Educação, Thiago Peixoto, do chefe da Casa Civil, Vilmar Rocha, dos deputados estaduais Walcenôr Braz, Sônia Chaves e Cláudio Meirelles, da presidente da AGDR, Leda Borges, e dos prefeitos de Novo Gama, Everaldo Vidal, de Luziânia, Cristóvam Tormin, e de Cristalina, Luiz Atié.
Anápolis – Em Anápolis, acompanhado do vice-prefeito João Gomes, Marconi disse que dobrou o número de alunos contemplados com o Prêmio Poupança Aluno do ano passado para cá e confirmou que no ano que vem esse número será maior. Disse também que começou a estruturar a lei de investimento dos royalties do pré-sal e deve investir mais, com esse recurso, na carreira do professor, na diminuição da evasão escolar e na manutenção de programas que incentivem e beneficiem os alunos.

Médico diz que segurava o pênis de Michael Jackson todas as noites


medico

O médico de Michael Jackson, Conrad Murray, era mesmo um médico muito próximo do Rei do pop. Condenado pela morte do rei do pop, ele fez uma declaração contando detalhes íntimos dos cuidados com o cantor.São rotinas, até muitas delas, consideradas normais para quem é médico, mas contadas desta forma para o jornal The Daily Mail fica tudo muito bizarro. A intenção de Conrad era dizer o quanto ele era íntimo de Michael. Murray ainda disse que Michael usava calças escuras, pois “depois de ir ao banheiro, ele escorria por horas”. O médico declarou também que Michael não sabia como usar as camisinhas do cateter.
“Michael não sabia como pôr as camisinhas, então eu tinha que colocar por ele”. Na entrevista, Murray ainda falou que não matou o cantor e acredita que Michael Jackson era viciado em drogas e tenha se matado. “Eu acredito que ele acordou, pegou seu próprio estoque de ‘Propofol’ e injetou em si mesmo. Ele fez isso muito rápido e entrou em parada cardíaca”.
Murray aumentou a polêmica e sugeriu que Michael não era o pai biológico de nenhum dos seus três filhos. “Michael me disse que nunca dormiu com Debbie Rowe”, contou o médico. Debbie é a mãe de Prince e Paris Jackson, filhos mais velhos do cantor.A bizarrice continua. Murray deu a entender que Michael de alguma forma sabia que morreria aos seus cuidados. O médico afirmou que o cantor uma vez olhou para ele e disse “Você sabe que pelo resto das nossas vidas, nossos nomes ficarão inseparáveis”. “Eu sou clarividente”, teria dito o rei do pop sorrindo.

Marina desmascara mensaleiros: “não existe preso político nesta história de mensalão”.


Martina e Mensaleiros
A ex-senadora Marina Silva comentou, ontem, a prisão dos réus condenados no processo do Mensalão. Segundo ela, eles não têm o direito de se qualificar como “presos políticos”. ”Houve um julgamento de acordo com a democracia brasileira, dentro das instituições brasileiras”, disse ela. “A maioria dos juízes não foi indicada por um partido político inimigo das pessoas que foram julgadas.” Marina lembrou que a maioria dos que condenaram os mensaleiros do PT foram indicados por Lula e por Dilma.
No entanto, ela defendeu a prisão domiciliar para José Genoino. “Se sua vida está em risco, deve-se tomar todo o cuidado. Que seja para ele e para as demais pessoas que estejam em igualdade de condições”, afirmou.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

“Investimos muito em Educação no Entorno do DF. Reformamos 120 escolas e vamos construir mais 40″, diz Marconi em Águas Lindas

Acompanhado do secretário da Educação Thiago Peixoto e do prefeito Hildo do Candango, o governador Marconi Perillo iniciou hoje, pela Escola Municipal Vereador Érico de Souza, no Jardim Brasília, em Águas Lindas de Goiás, a entrega dos cartões Prêmio Poupança Aluno. Ele entregou 236 cartões do Prêmio, equivalente a R$ 1.100,00 por aluno, em poupança da Caixa Econômica Federal, aos estudantes do município que se destacaram nas atividades escolares durante este ano. “Investimos muito em Educação no Entorno do DF. Reformamos 120 escolas e vamos construir mais 40. Vamos visitar e levar benefícios a 22 cidades do Entorno nos próximos dias. Estamos investindo para Goiás ser um celeiro de inteligências e talentos, que se tornar referência em Educação no Brasil”, afirmou o governador.
Pelo segundo ano consecutivo, o Prêmio Poupança Aluno, que este ano será entregue a 10 mil estudantes do ensino público estadual (do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental e da 3ª série do Ensino Médio), tem o objetivo de incentivar a melhoria do rendimento escolar.
O primeiro compromisso do governador em Águas Lindas, no entanto, foi a inauguração da nova sede do Corpo de Bombeiros Militar da cidade, que ganhou mais 30 novos soldados. O governador estava acompanhado pelo comandante da corporação, coronel Carlos Helbingen Júnior. Para melhorar ainda mais as condições infraestruturais da cidade, Marconi liberou à Prefeitura R$ 18 milhões que serão usados na pavimentação urbana de ruas e avenidas de bairros da cidade.
1474644_547314375359026_250237336_n
O governador informou que está envidando esforços para construir, até o final do ano que vem, mais 35 novas escolas nas cidades da região do Entorno do DF e assinou ordem de serviço para a construção das dez primeiras escolas, todas elas no modelo Padrão Século XXI. Serão investidos R$ 42,2 milhões para a construção de quatro escolas em Águas Lindas de Goiás, cinco em Santo Antônio do Descoberto e uma em Padre Bernardo. Segundo ele, do ano passado para cá já foram reformadas 126 escolas estaduais nas cidades do Entorno do DF, dentro do programa Nossa Escola.
Ao se dirigir aos alunos premiados, Marconi disse que “o mais importante é a carga de conhecimentos que cada um vai levar por toda a vida”. “O Estado de Goiás espera muito de vocês”, afirmou o governador aos alunos de Águas Lindas e também destaca sobre os colégios padrão século XXI já concluídos. “É um orgulho para nós.”
1476541_547351048688692_2056014876_n
Marconi informou também que visitará 22 cidades goianas para a entrega do Prêmio Poupança Aluno somente esta semana. Garantiu que vai iluminar o perímetro urbano da BR-070 em Águas Lindas e que o Governo de Goiás, através da Agetop, está asfaltando de Águas Linda a Brazlândia, facilitando o acesso a Brasília.

Vereador Djalma Araújo denuncia mau uso do dinheiro público pela Prefeitura de Goiânia


Djalmara Araújo
Djalma Araújo
O vereador Djalma Araújo, ex-PT, hoje integrante do Partido Solidariedade (SDD), se transformou verdadeiramente em uma pedra no sapato do Prefeito Paulo Garcia (PT) na Câmara Municipal de Goiânia. Djalma que desde os tempos de PT encarava a tropa de choque do prefeito de peito aberto, continua escancarando para o goianiense as coisas erradas da administração petista na capital.
Hoje o vereador Djalma publicou em seu perfil na rede social Twitter duas denúncias de enorme gravidade contra a administração Paulo Garcia em Goiânia. Na primeira delas, Djalma Araújo publicou um documento da Secretaria de Finanças da Prefeitura de Goiânia onde está provado o tamanho da montanha de dinheiro que o Paço arrecada apenas com a taxa de iluminação pública que o cidadão paga todos os meses. Somente nos últimos seis meses já são mais de R$ 18 milhões arrecadados, muito embora a escuridão seja a realidade de muitos bairros e de milhares de famílias de Goiânia. O vereador publicou a grande quantia que a Prefeitura de Goiânia arrecada com a taxa de iluminação pública apenas com a intenção de mostrar a incompetência de Paulo Garcia. Como é que se arrecada um fortuna dessas e a cidade permanece no escuro em muitas regiões?
A outra denúncia publicada por Djalma Araújo é a que mostra uma grande vergonha desta administração do PT em Goiânia. O prefeito Paulo Garcia está gastando nos últimos 14 meses a quantia de R$ 1.800.000,00 com salários com funcionários da obra Macambira-Anicuns. O detalhe é que essa obra está totalmente paralisada há muito tempo. Segundo o vereador do SDD esse é o seu trabalho como vereador da cidade: fiscalizar como o dinheiro do povo está sendo gasto. Veja os posts do vereador Djalama Araújo no seu Twitter!
Djalma Macambira
Vereador Djalma Araújo denuncia mau uso do dinheiro público pela Prefeitura de Goiânia.
Post Djalma 1
Goiânia vive numa escuridão total mesmo com a Prefeitura arrecadando uma montanha de dinheiro em taxa de iluminação pública

Papa Francisco exibe pela primeira vez ossos que seriam do Apóstolo Pedro

Ossos de São Pedro

Cidade do Vaticano – Os ossos que a igreja diz serem de São Pedro, um dos pais fundadores da Igreja Católica, foram hoje mostrados pela primeira vez neste domingo (24/11), na cerimônia de encerramento do Ano da Fé, conduzida pelo papa Francisco. Centenas de milhares de peregrinos juntaram-se para ver os oito fragmentos de ossos com entre 2 e 3 centímetros de comprimento, exibidos em uma cama de marfim dentro de um baú de bronze, que estava exposto em um pedestal na Praça de São Pedro, na Cidade do Vaticano.
O baú, dado ao papa Paulo VI em 1971 e normalmente guardado na capela dos apartamentos papais, foi decorado com uma escultura de Pedro, que foi pescador antes de se tornar o primeiro papa da Igreja Católica. No início da cerimônia solene, o papa Francisco rezou diante do baú e depois abençoou os ossos com incenso. Os ossos têm estado no centro de uma controvérsia entre historiadores e arqueólogos: foram descobertos em uma escavação em 1940 perto do monumento de homenagem a São Pedro, mas acabaram por ficar em uma caixa.
Quando a arqueóloga Margherita Guarducci descobriu uma inscrição perto da zona escavada em que se lia “Petros eni” (Pedro está aqui, em latim), pediu que os fragmentos encontrados fossem testados. Guarducci descobriu que os ossos pertenciam a um homem robusto que tinha morrido entre os 60 e os 70 anos e que tinha sido enterrado embrulhado em um pano roxo e dourado, o suficiente para Paulo VI afirmar, em 1968, que os ossos de Pedro tinham sido identificados “de uma forma convincente”. Sem testes de DNA que comprovem a conclusão, o debate sobre se os ossos pertencem mesmo a um dos apóstolos de Jesus Cristo deverá continuar, mas o Vaticano já disse que “não tem intenção de abrir nenhuma discussão”. (Agência Brasil)

Clubes que lutam contra rebaixamento estudam ação conjunta contra Vasco e Cruzeiro. STJD está na parada.



O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) vai analisar imagens e lances da vitória do Vasco sobre o Cruzeiro por 2 a 1, no Maracanã. O motivo foi a conversa entre o cruzeirense Júlio Baptista e o vascaíno Cris, no início do segundo tempo, que pode sugerir ter havido um acordo para que o time carioca, que luta contra o rebaixamento, vencesse, já que a equipe mineira não tem mais nada a disputar, por ter garantido o título de campeão brasileiro por antecipação.
- Faz logo outro, faz logo outro – disse Baptista a Cris.
VEJA O VÍDEO POLÊMICO ONDE JULIO BAPTISTA LEVANTA TODA A SUSPEITA DE ARMAÇÃO.

O procurador-geral do STJD, Paulo Schmitt, disse que não acredita que a frase seja sinal de facilitação por parte do Cruzeiro. Mas, diante da reação dos clubes que concorrem com o Vasco na luta para não descer à Série B, que até estudam ação conjunta na Justiça, Schmitt prometeu investigar.
- É improvável que isso (um acordo para entregar o jogo) tenha ocorrido, pois ninguém revelaria de forma tão inocente um esquema que prejudicaria vários outros clubes em benefício de um deles – disse o procurador à reportagem do Globoesporte.com. – De todo modo, como pouca coisa me surpreende ultimamente, iremos avaliar imagens e lances do jogo, que é mais importante nesse cenário do que qualquer diálogo ou provocação. E, caso haja facilitação, omissão em disputa, entre outros aspectos de impacto no resultado da partida, poderemos oferecer denúncia ou ao menos requerer uma investigação – completou.
Manipulação dos resultados é uma conduta passível de punição, de acordo com os artigos 243 e 243-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJDA).
- Tal conduta, se confirmada, configuraria infração – explica Schmitt.
O lance aconteceu aos quatro minutos do segundo tempo, quando o Vasco vencia por 2 a 0. O Cruzeiro depois diminuiu a diferença no placar, mas não conseguiu o empate.
Logo depois do jogo Júlio Baptista deu sua explicação:
- A gente estava discutindo, e ele (Cris) falou para amaciar, ‘vai, amacia, pô’. Falei: “Vai lá e faz o terceiro”. Coisas do jogo, que acontecem. Poderiam pegar a frase inteira, pegaram só o momento que falei ‘faz o terceiro’. É normal, as pessoas podem interpretar de qualquer forma que a gente está tentando amaciar, mas em nenhum momento isso aconteceu, tanto que tentamos fazer o segundo. O primeiro foi feito, o segundo não conseguimos fazer, e infelizmente acabamos perdendo o jogo – argumentou o meia do Cruzeiro.
Dirigentes do Bahia e de outros times que lutam contra o rebaixamento trocaram telefonemas na noite de sábado, e estudam uma ação conjunta. Portuguesa, Criciúma, Fluminense e Coritiba, além do Bahia, pensam em tomar atitudes contra o Vasco e Cruzeiro na CBF e no Superior Tribunal de Justiça Despoertiva (STJD).

CBF lança a nova camisa da Seleção Brasileira. Mais amarela do que nunca.


Camisa nova Seleção
Com desenho similar ao que vinha sendo utilizado, inclusive na conquista da Copa das Confederações deste ano, lembrando o modelo da Copa de 1990, foi apresentado neste domingo no Rio de Janeiro o novo uniforme da seleção brasileira. As faixas verdes na gola (ainda em V) e nas mangas, contudo, ficaram menores, aumentando a presença do amarelo. O calção é totalmente azul e as meias, brancas.
A estreia com o  novo uniforme será em 5 de março, em amistoso diante da África do Sul, em Johanesburgo, último compromisso antes da convocação para a Copa — o modelo ainda deve ser testado em amistosos às vésperas do Mundial. Luiz Gustavo foi o modelo na apresentação do uniforme. “É uma honra vestir a camisa da seleção”, disse o volante do Wolfsburg. Também estiveram no lan;amento, o técnico Luiz Felipe Scolari e o ex-jogador Ronaldo.
Camisa nova Seleção 1

Mensalão: Ferreira Gullar é outro que quer Lula na cadeia junto com os outros mensaleiros.


Ferreira Gullar
Piadas de salão – FERREIRA GULLAR
Dirceu e Genoino se dizem presos políticos; para isso, seria preciso que o atual governo fosse uma ditadura

E agora, como ficam Lula e seu partido? O processo do mensalão chegou ao final, com a condenação dos responsáveis pela falcatrua levada a cabo por destacados membros do governo Lula e do PT: José Dirceu, ex-ministro da Casa Civil da Presidência; José Genoino, então presidente do Partido dos Trabalhadores; Delúbio Soares, ex-tesoureiro do partido, e João Paulo Cunha, ex-presidente da Câmara de Deputados. Isso sem falar em Marcos Valério, operador do sistema, e um alto funcionário do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, que entregou R$ 73 milhões ao PT para a compra de deputados. A pergunta é como ficam Lula, seu partido e o governo petista agora, diante da nação.
Vou referir-me aqui a determinados fatos, de que o leitor talvez não se lembre, mas o ajudarão a entender como nasceu o mensalão. Os fatos são estes: quando Lula foi eleito presidente da República, José Dirceu disse-lhe que o PMDB estava disposto a apoiar seu governo, mas Lula não quis. Sabem por quê? Porque o PMDB, com o peso que tinha no Congresso, iria exigir dele ministérios e a direção de empresas estatais. Preferia aliar-se a partidos pequenos que, em lugar de altos cargos, se contentariam como muito menos. E assim foi: em vez de ministérios ou empresas estatais, deu-lhes dinheiro. Falando claro, comprou-os com dinheiro público.
Não tenho dúvidas de que Lula não sujou suas mãos nessa tarefa. Encarregou disso, conforme ficou evidente na apuração processual, seu ministro José Dirceu, que, como disse o procurador-geral da República na época, era o chefe da quadrilha. E dela faziam parte, entre outros, além de Marcos Valério e do presidente do PT na época, José Genoino, o diretor da marketing do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato, companheiro de partido.
A compra de deputados veio a público porque o então presidente do PTB, Roberto Jefferson, negou-se a aceitar dinheiro em troca do apoio ao governo: queria a direção de Furnas, mas José Dirceu disse não. Esse conflito entre os dois chegou a tal ponto que ele foi à imprensa e denunciou o que o governo fazia para ter apoio dos partidos de sua base parlamentar: comprava-os. Era o mensalão que vinha à tona.
Lula, pego de surpresa, declarou: “Fui traído”. Ou seja, admitiu que a denúncia era verdadeira, mas ele ignorava a falcatrua. Isso ele disse naquela hora, para se safar, porque, pouco depois, refeito do susto, passou a afirmar que era tudo mentira, nunca houve mensalão nenhum. Sucede que, durante sete anos, a Justiça, por meio do exame de documentos, interrogatório e testemunhos, apurou o que realmente aconteceu e definiu o papel de cada um nesse grave crime.
O escândalo, ao eclodir, quase acaba com o PT e o governo Lula. Os membros efetivamente comprometidos com a ética deixaram o partido, e Lula, ao que tudo indica, chamou os executores do mensalão e os fez se deixarem acusar sem contar a verdade. Delúbio assumiu sozinho a culpa por tudo, disse que Lula não sabia de nada. Isso, mesmo estando todos os domingos com ele, na Granja do Torto, fazendo churrasco.
A verdade é que, embora eles pensassem que tudo ia acabar como piada de salão, não foi isso que aconteceu. Rompendo com a tradição de impunidade, que sempre favoreceu aos poderosos, o Supremo Tribunal Federal, num julgamento que foi realizado à vista da nação inteira, decidiu pela condenação e prisão de todos os que comprovadamente participaram da operação criminosa, cujo objetivo era dar apoio político ao presidente Lula. Em consequência dessa decisão, José Dirceu, José Genoino, João Paulo Cunha e Delúbio Soares, entre outros, irão pagar na cadeia pelo crime que cometeram.
Condenados pela Suprema Corte da Justiça, num julgamento em que todos os ministros manifestaram suas opiniões e votaram conforme sua consciência, não tem cabimento dizer que se trata de um julgamento político. Não obstante, Dirceu e Genoino se fazem de vítima e se dizem “presos políticos”. Para isso, seria preciso que o atual governo fosse uma ditadura e que Dilma é que tivesse mandado prendê-los. Isso, sim, é piada de salão.
Soube que, ao sair a ordem de prisão, Lula telefonou para Dirceu e Genoino e lhes disse: “Estamos juntos!”. Só que os dois estão em cana e ele, solto. Outra piada.

sábado, 23 de novembro de 2013

Mensalão: Guilherme Fiúza, do jornal O Globo, pede a prisão de Lula junto com Zé Dirceu e Cia.


Guilherme Fiúza
Lula não foi traído por ninguém, está e sempre esteve no mesmo barco dos companheiros que assaltaram cofres da nação
Quando saiu seu mandado de prisão, José Dirceu recebeu um telefonema de Lula: “Estamos juntos”, lhe disse o ex-presidente. É uma afirmação enigmática. “Estamos juntos” onde? Considerando-se que Lula não está preso também, só resta uma conclusão possível: Lula e Dirceu estão juntos na sociedade que governa o Brasil há dez anos.
O sócio José Dirceu está condenado e preso por corrupção ativa. Ele não cometeu esse crime quando estava de férias ou numa desventura particular qualquer. O sócio Dirceu cometeu o crime de corrupção ativa quando era ministro do sócio Lula. O ex-presidente está solidário com um homem que usou o seu governo para desviar dinheiro público para o seu partido. E manifesta essa solidariedade exatamente no momento em que seu sócio criminoso é preso.
Lula não sabia de nada. Agora sabe, mas não se importa. E estende a mão aos homens do seu partido que o traíram para roubar o país. Das duas, uma: ou Lula foi traído e repudia o crime dos mensaleiros, ou se solidariza com eles. Como a opção escolhida pelo ex-presidente foi a segunda, não restam mais dúvidas: Lula não foi traído por ninguém, está e sempre esteve no mesmo barco dos companheiros que assaltaram os cofres da nação.
Nesse mesmo barco, quando o escândalo estourou e Dirceu foi atirado ao mar, Lula colocou Dilma em seu lugar. E em 2010 passou o leme para ela. Logo no primeiro ano de governo da grande gestora, a imprensa burguesa e golpista descobriu uma floresta de fraudes em seu ministério. Dilma teve que demitir de cara nada menos que seis ministros — mas de público, para quem quisesse ver e ouvir, se solidarizou com cada um dos demitidos por fraude: estamos juntos. Da mesma forma que Lula está junto com Dirceu. Eles estão todos juntos.
Assim como no valerioduto, a tecnologia dos contratos piratas para sangrar os cofres públicos está na origem de quase todos os escândalos do governo Dilma. Nos ministérios dos Esportes, das Cidades, do Turismo, dos Transportes e da Agricultura foi a mesma coisa. E todos os demitidos foram apoiados publicamente pela presidente — a senha para a manutenção dos donatários. O inesquecível Carlos Lupi, por exemplo, acusado de desvio de dinheiro do contribuinte através de ONGs, perdeu o cargo de ministro do Trabalho, mas foi mantido por Dilma como gerente da boca.
Não deu outra: dois anos depois, novo escândalo no Ministério do Trabalho, com suspeita de desvio de R$ 50 milhões, envolvendo as mesmas ONGs. O Brasil é uma mãe. E o filho do Brasil sabe disso.
Qual é a diferença desse tipo de assalto para o mensalão? Nenhuma. Em vez de um só valerioduto, com o dinheiro concentrado no caixa do PT para todas as compras de apoio político, o esquema foi pulverizado. O governo popular entrega a boca para o cliente e abençoa seu esquema. Se a imprensa golpista descobrir, faz-se o teatrinho da faxina e muda-se o zelador.
Dinheiro para distribuir não falta. O Brasil tem batido sucessivos recordes de arrecadação, ao mesmo tempo em que acaba de bater o recorde de déficit primário (R$ 9 bilhões em setembro), com as menores taxas de investimento do continente. Ou seja: a dinheirama está indo toda para a formidável máquina petista instalada no seio do Estado brasileiro.
Claro que, com essa gestão criteriosa, a inflação já saiu da meta há muito tempo, os serviços vão de mal a pior e a população já sentiu. Mas não tem o menor problema, porque os revoltados saem às ruas para pedir ônibus de graça, cidadania e bater em jornalista burguês. Enquanto isso, Dilma dispara no Ibope e hoje seria eleita tranquilamente em primeiro turno. Não há dúvida, o esquema deu certo.
Tanto deu certo que, depois de aguentar um Marcos Valério, o Brasil teve estômago para uma Rosemary Noronha. Segundo a Polícia Federal, a protegida de Lula e Dilma na representação da Presidência da República em São Paulo deitou e rolou na máquina petista, regendo um balcão de cargos e negociatas nas agências reguladoras. O cidadão que sofre na favela Antonio Carlos Jobim, no Galeão, à procura de um banheiro, de um elevador, de uma vaga no estacionamento em ruínas ou de uma escada rolante, não se lembra de Rosemary. Nem que ela privatizou a Agência Nacional de Aviação Civil, fiscalizadora dos aeroportos. Rosemary Noronha está livre e passa bem.
O Brasil aprovou os arquitetos do mensalão, e já indicou que vai renovar a concessão deles em 2014. Lula tem razão: não há o que temer. Estamos juntos, companheiros. E, quando o mensaleiro Delúbio se declara um preso político, só há uma coisa a dizer aos brasileiros, submetidos a esse escárnio: bem feito.

Marconi comemora destaque do PIB de Goiás que cresce mais que o dobro da média nacional


PIB
Soma de todas as riquezas produzidas no Estado, o Produto Interno Bruto (PIB) de Goiás subiu 6,7% em 2011, em comparação a 2010, e fechou o período com R$ 111,269 bilhões. O crescimento de Goiás representa mais que o dobro do aumento registrado no Brasil, que encerrou 2011 com alta de 2,7%, totalizando R$ 4,1 trilhões em valores. Em Goiás, os números são resultado do bom momento que vive três grandes setores: agropecuário, indústria e serviços.
Os dados forma divulgados na sexta-feira (22/11) pelo Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos da Secretaria de Gestão e Planejamento (IMB/Segplan). O cálculo segue metodologia do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 
O resultado do PIB goiano manteve o Estado na nona posição no ranking do País, lugar que ocupa desde o início da série, em 2002. Em relação a 2010, a participação de Goiás no PIB nacional subiu de 2,6% para 2,7%. No período em análise, entre os grandes setores de atividade econômica, o destaque ficou por conta da agropecuária, com expansão de 14,1% em volume, puxado pela expansão na produção agrícola, com melhor desempenho das culturas de soja, cana-de-açúcar, milho, feijão, sorgo e tomate. Na pecuária também houve aumento na taxa puxada pelo crescimento do efetivo de bovinos.
Em seguida veio a atividade industrial, que cresceu 5,7%, com participação de 26,8% do valor adicionado total. Os aumentos foram verificados na construção civil (10%), na indústria de transformação (5,1%), na produção e distribuição de eletricidade, gás e água (1,8%), e na extrativa mineral (1,2%).
A atividade de serviços expandiu 5,6%, com peso de 60,7% na estrutura estadual. As atividades de comércio e transportes e armazenagem foram os destaques em crescimento no ano de 2011, com taxa de 7%, vindo depois a intermediação financeira, seguros e previdência complementar (6,3%) e atividades imobiliárias e aluguel (4,1%). As demais atividades tiveram as seguintes variações: outros serviços (8,3%), administração, saúde e educação públicas (2,7%) e serviços de informação (2%).
PIB per capita
Com os resultados positivos da economia estadual em 2011, o PIB per capita (resultado da divisão do PIB pela população) de Goiás registrou variação real de 5,3% em relação ao ano anterior, passando da 12ª posição nacional para a 11ª, com valor de R$ 18.298,59. Além disso, apresentou o maior incremento, de R$ 2.046,90, na série iniciada em 2002. O PIB per capita do Brasil atingiu R$ 21.535,65, o que representou alta de 1,9% sobre o ano anterior.
Graças às políticas de atração de investimentos do Governo de Goiás, o PIB de Goiás cresceu em 2011 mais que o dobro da média nacional. Esse resultado foi comemorado pelo governador Marconi Perillo, que falou sobre o destaque em seus perfis oficiais no Twitter e no Facebook.
“Compartilho do meu entusiasmo com a notícia do avanço do nosso PIB, que cresceu mais que o dobro da média nacional. Resultados dos esforços de todos os goianos, trabalhadores, empresários e goianos, que querem o progresso de Goiás. Nosso desafio é cada vez mais distribuir a renda e as riquezas de nossa economia entre todos. Boa tarde e bom sábado a todos!”, postou o governador.
Veja as postagens de Marconi Perillo em seu Twitter oficial!
Marconi Comemora PIB goiano

Estudante de direito é preso em Goiás por postar fotos íntimas de menina de 11 anos


Pedofilia
Um estudante de Direito, de 20 anos, foi preso nesta sexta-feira (22/11) em Rio Verde, no sudoeste de Goiás, por suspeita de ter divulgado na internet fotos íntimas de uma criança de 11 anos. O jovem conheceu a menina nas redes sociais, e de acordo com os pais, a garota foi chantageada por colegas de escola que exigiam dinheiro para não divulgar as imagens.
No celular do suspeito, a polícia encontrou mais de 6 mil de fotos pornográficas de menores. O jovem, que também trabalha como vendedor em uma loja de móveis e eletrodomésticos, foi localizado na sexta-feira (22/11), após uma denúncia feita pela família da menina. Em entrevista ao Jornal Anhanguera, da TV Anhanguera (Globo), a mãe disse que a filha começou a ser chantageada na escola assim que as fotos foram divulgadas. “Vários colegas dela pediam dinheiro. Eles diziam: Se você não me der R$ 300, vou divulgar suas fotos para todo o mundo”, revela.
A mulher contou ainda que a menina precisou mudar radicalmente sua rotina em virtude do que ocorreu: “Ela teve que mudar de escola, de deixar vários cursos que ela fazia, como teatro, designer, aula de dança, inglês”. O delegado regional de Rio Verde,Danilo Fabiano Carvalho, afirmou que o suspeito também tentou chantagear a garota por causa das fotos, tendo inclusive convidado a criança para um encontro para que pudessem ter relação sexual.
Após ser detido por divulgar imagens pornográficas de crianças, o jovem foi levado para a Casa de Prisão Provisória (CPP) de Rio Verde. Se for condenado, pode pegar de três a seis anos de cadeia.