sábado, 23 de novembro de 2013

Estudante de direito é preso em Goiás por postar fotos íntimas de menina de 11 anos


Pedofilia
Um estudante de Direito, de 20 anos, foi preso nesta sexta-feira (22/11) em Rio Verde, no sudoeste de Goiás, por suspeita de ter divulgado na internet fotos íntimas de uma criança de 11 anos. O jovem conheceu a menina nas redes sociais, e de acordo com os pais, a garota foi chantageada por colegas de escola que exigiam dinheiro para não divulgar as imagens.
No celular do suspeito, a polícia encontrou mais de 6 mil de fotos pornográficas de menores. O jovem, que também trabalha como vendedor em uma loja de móveis e eletrodomésticos, foi localizado na sexta-feira (22/11), após uma denúncia feita pela família da menina. Em entrevista ao Jornal Anhanguera, da TV Anhanguera (Globo), a mãe disse que a filha começou a ser chantageada na escola assim que as fotos foram divulgadas. “Vários colegas dela pediam dinheiro. Eles diziam: Se você não me der R$ 300, vou divulgar suas fotos para todo o mundo”, revela.
A mulher contou ainda que a menina precisou mudar radicalmente sua rotina em virtude do que ocorreu: “Ela teve que mudar de escola, de deixar vários cursos que ela fazia, como teatro, designer, aula de dança, inglês”. O delegado regional de Rio Verde,Danilo Fabiano Carvalho, afirmou que o suspeito também tentou chantagear a garota por causa das fotos, tendo inclusive convidado a criança para um encontro para que pudessem ter relação sexual.
Após ser detido por divulgar imagens pornográficas de crianças, o jovem foi levado para a Casa de Prisão Provisória (CPP) de Rio Verde. Se for condenado, pode pegar de três a seis anos de cadeia.