quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Jovem gay rasga a Bíblia durante aula e é suspenso da escola


jovem gay

O jornal Huffington Post noticiou que um estudante do estado do Texas, Estados Unidos, foi suspenso da escola depois de rasgar um exemplar da Bíblia durante a aula.
O jovem protestava contra o bullying anti-gay na instituição e resolveu arrancar páginas do livro de Levítico onde é possível encontrar a advertência sobre as relações homossexuais.
Isaiah Smith é gay e se considera cristão, porém é contra as afirmações de que “ser gay é pecado” e que “os gays vão para o inferno”.
De acordo com a publicação americana a suspensão aconteceu um dia após o protesto, Smith foi chamado pelo diretor-assistente da Birdville High School, e ficou três dias suspenso.
A medida da escola está sendo contestada pela Associação Humanista Americana que já entregou uma queixa contra a instituição pública. “A única explicação para esse tipo de punição é que foi motivada por questões religiosas, porque (o jovem) expressa crenças diferentes sobre a Bíblia daquelas seguidas pelos funcionários da escola”, disse Monica Miller, advogada da Associação Humanista.
Para eles o colégio não poderia proibir o protesto, pois o garoto tem o direito de se expressar e até mesmo de rasgar trechos da Bíblia. A Associação também afirma que o mais correto seria a proibição de textos religiosos na escola.