quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Bomba! Tuma Junior diz ter provas de todas as denúncias que fez e diz ter material para mais um livro


Romeu Tuma Jr
Conversamos, rapidamente, ontem, com o Dr. Romeu Tuma Junior, que lançará, a partir de amanhã, o livro “Assassinato de Reputações”, tratado como verdadeira “bomba”, endereçada ao Partido dos Trabalhadores.
Desde a publicação de matéria na revista Veja, o ex-Secretário Nacional de Justiça vem sendo atacado por militantes petistas nas mais diversas redes sociais, que, orientados, não respondem às denúncias, graves, mas tratam de tentar desqualificar o denunciante.
“É assim que essa gente age… como a Máfia, primeiro tentam desqualificar o denunciante, depois, partem para cooptá-lo, por fim, no desespero, partem para coisa pior…”, disse Tuma Jr.
“Eles ficam falando, repetindo à exaustão, que sou envolvido com Máfia Chinesa, etc… história esta que eles mesmo inventaram… são uns boçais… nem sequer denúncia contra mim existiu, tamanha a invericidade do que foi falado… nem na Justiça, nem no Ministério da Justiça, nem no MP, MPF, Polícia Federal… nada ! Eles tentaram assassinar minha reputação depois que comprovei a conta do Mensalão…eles estão com medo… e, diferentemente do que fizeram comigo, foram condenados, são criminosos…”
“O livro tem provas de tudo o que falei… eles investigaram minha vida inteira, não acharam nada, um pormenor sequer… partiram então para a invenção… funcionou na mídia, para assassinar minha reputação… porque eles, espertos, sabem que a imprensa coloca uma denúncia, mesmo que infundada, na capa, enquanto a verdade, a descoberta de que nada ocorreu, quando publicado, fica escondida no canto da página…”
“Meu livro estará amanhã nas livrarias, contendo verdade, documentos, e relatos que presenciei. Não há o que refutar. São provas. Eles que se atrevam a me fazer algo, tenho muita munição (documentos) que não coube nesse livro… dá para fazer outro… e vou fazer…”, finalizou.
Após conversar com Tuma Junior, o blog verificou que, no caso tratado pelo ex-Secretário Nacional de Justiça como acusações infundadas, estimuladas pelo PT, sobre suas possíveis ligações com a Máfia Chinesa, procede, de fato, a informação de não haver indiciamento ou comprovação da veracidade, em todos os órgãos que investigaram as denúncias.
Certo é que, não verificar as informações publicadas por Romeu Tuma Junior em seu livro, que tem assinatura do denunciante, documentos e nomes citados, é tentar tapar a corrupção com a peneira, atitude que o povo brasileiro não pode mais permitir após a exemplar prisão dos réus do Mensalão.
Descobrir a verdade é o objetivo, sejam elas quais forem.
Desqualificar o denunciante antes mesmo de investigar sua informações é tática sórdida de defesa prévia daqueles que parecem temer o que está por vir.