quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Médicos retiram parte do cérebro de Schumacher


france-schumacher-inj_amar-19
O piloto Michael Schumacher segue em estado crítico de saúde no Centro Hospitalar Universitário de Grenoble, na França. O alemão teve uma pequena parte do cérebro removida pelos médicos na tentativa de diminuir a pressão craniana, segundo o jornal alemão ‘Bild’.
O risco agora, porém, é que o ex-piloto sofra hemorragia cerebral e infecção. Segundo o cirurgião suíço Fréderic Rossi, os riscos vão de inchaço até sangramento pela abertura externa do cérebro. Nos próximos dias Schumacher será reavaliado para que a equipe médica saiba quais partes do cérebro estão ativas e quais ainda estão dormentes.
Schumacher sofreu acidente em 29 de dezembro quando andava de esqui na estação de Meribel, na França. Ele perdeu o controle e bateu a cabeça em uma pedra. O alemão está em coma induzido há 15 dias.