quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

O livro ASSASSINATO DE REPUTAÇÕES desnuda o PT e mostra o estado bandido



ASSASSINATO DE REPUTAÇÕES: 

Na página 486, Tuminha conversa com Gilberto Carvalho e lhe relembra que abortou a investigação sobre o Dissê Perillo. Gilberto Carvalho diz a Tuminha que tudo bem, mas se puder ferrar Marconi Perillo, o presidente Lula iria achar ótimo. Já página 489 tem a confissão de Gilberto Carvalho da arrecadação de dinheiro que o prefeito de Santo André, Celso Daniel, fazia e repassava tudo para o José Dirceu.

Caiu a casa de Sandro Mabel! ASSASSINATO DE REPUTAÇÕES:

Na página 162, Tuma Junior mostra aquela história que dá conta da oferta de mensalão que Sandro Mabel (PMDB-GO) fez à deputada Raquel Teixeira (PSDB-GO). Aquela proposta de R$ 30 mil mensal e um Bônus de R$ 1 milhão no final do ano. Na página 163, Tuma Junior diz que ainda tem guardado o dossiê falso contra Marconi que Lula tanto queria que fosse “esquentado” com a clara intenção de destruir a reputação do hoje governador de Goiás.

ASSASSINATO DE REPUTAÇÕES: 

Da página 71 à 130 estão as denúncias que provam a formação de um estado policial criminoso através da PF em favor do projeto de perpetuação no poder do PT. A criação do MCCD ( Método Científico Cronológico Dedutivo) e do PCD (Procedimento Criminal Diverso), que são aberrações jurídicas jamais imaginadas nem na época da ditadura militar ou mesmo pela CIA, FBI, KGB e outros organismos internacionais, provam que o poder no Brasil é exercido por uma gigantesca e super perigosa organização criminosa. Tais procedimentos são armadilhas insuperáveis no sentido de satanizar e incriminar adversários escolhidos como alvos pelo governo petista.