quinta-feira, 8 de maio de 2014

Usuária de drogas é acusada de queimar o ex e jogá-lo em bueiro


Vítima de um crime que chamou a atenção do Brasil, Marcos Reginaldo da Silva Barbosa, 33, segundo a polícia, foi assassinado por uma ex-namorada. Usuária de drogas, Keila Marques de Castro, 28, foi apresentada à imprensa, mas negou ter sido quem ateou fogo no corpo do ex-namorado e em seguida o jogou dentro de um bueiro no Setor Real Conquista em Goiânia.
As imagens feitas pelo celular na madrugada do último dia 26 de fevereiro e que mostram um homem em chamas pedindo socorro dentro de um bueiro correram o Brasil. Apesar de estar com mais de 90% do corpo queimado, Marcos Reginaldo conseguiu conversar com as pessoas que o socorreram, mas morreu horas depois de dar entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Residencial Itaipu.
quei
Durante as investigações, a polícia chegou até o nome de Keila Marques, que é usuária de drogas e foi taxada por familiares da vítima como sendo uma mulher extremamente ciumenta. Responsável pelas investigações, a Delegada Flávia Andrade, adjunta da Delegacia Estadual de Homicídios diz ter recebido a informação de que dias após o crime Keila ligou para o pai do ex-namorado e, ao se mostrar arrependida, confessou o crime.
Presa por força de um mandado de prisão temporária, Keila falou pouco, mas afirma que nada tem a ver com o assassinato. A polícia procura agora por um companheiro dela, que também teria ajudado a matar Marcos Barbosa, mas que ainda não foi localizado para prestar depoimento.