domingo, 20 de julho de 2014

Fortiori – Jornão Opção: Marconi Perillo é 1º colocado e aumenta a vantagem sobre Iris



FORTIORI ESTIMULADA

Marconi cresceu em intenções de voto e em aprovação pessoal e de seu governo

Nova rodada da pesquisa Fortiori, a primeira com todos os candidatos a governador registrados após as convenções partidárias, aponta ampla vantagem do governador Mar­coni Perillo (PSDB), candidato à reeleição. Se a eleição fosse hoje, Marconi fecharia o primeiro turno com 38% dos votos válidos, contra 28% de Iris Rezende (PMDB). Em termos de votos válidos, isso significa que Marconi tem 46% e Iris apenas 34% – e significa também que o governador está a apenas 4,01 pontos de vencer no primeiro turno.
Na votação projetada, esses percentuais representariam uma vantagem de Marconi sobre Iris de cerca de 378 mil intenções de votos válidos. O governador lidera também todas as simulações de segundo turno. O mais importante: em relação à última pesquisa Fortiori, Marconi cresceu um ponto, de 37% para 38%. Já Iris, caiu, de 30% para 28%. A diferença, que era de 7 pontos, subiu para 10 pontos.
FORTIORI ESPONTÂNEA
REJEIÇÃO
A rejeição do governador Marconi Perillo caiu e agora está em 27%, mesmo índice obtido por Iris Rezende na pesquisa Fortiori publicada neste domingo no Jornal Opção. O empate derruba uma das principais esperanças da oposição, que acreditava no crescimento da taxa de rejeição do governador com o andamento da campanha eleitoral.
A pesquisa Fortiori mostra também que a rejeição dos outros dois candidatos da oposição está subindo. Antônio Gomide é o terceiro mais rejeitado, com 20%. E Vanderlan Cardoso vem em quarto lugar, com 18% de eleitores que não votam nele de jeito nenhum.
FORTIORI REJEIÇÃO
QUEDA DE VANDELRAN
Vanderlan Cardoso (PSB) já havia registrado queda na pesquisa Serpes, publicada há 15 dias por O Popular, e na rodada anterior da pesquisa Fortiori. Em ambas, havia despencado de 16,6% para 9%. Agora, na nova pesquisa Fortiori publicada pelo Jornal Opção, neste domingo, caiu de novo e está com apenas 8%.
Esse péssimo desempenho tem mais explicações: Vanderlan não conseguiu arranjar nenhum partido para formar uma coligação; continua sem apoios políticos de peso; não deu conta de arrumar nomes expressivos para lançar como candidatos a vice e a senador; tem postura pessoal arrogante; e, finalmente, praticamente não tem como fazer campanha, pois não há que o receba nos municípios.
QUEDA DE GOMIDE
Neste domingo, em mais uma rodada da pesquisa Fortiori, publicada pelo Jornal Opção, Antônio Gomide (PT) decepciona outra vez e alcança apenas 7% das intenções de voto. Isso mesmo! Apenas 7% de intenções de voto. Mais de três meses de campanha para nada. Ele mesmo, Gomide, anunciou que já visitou mais de 150 municípios para “conversar” com a população e que tinha certeza de que começaria a subir nas pesquisas. A verdade é que está é caindo.
O que Gomide não conta é que as suas visitas aos municípios são um vexame enorme. Não há ninguém para recebê-lo ou se reunir com ele. Praticamente sozinho, ele dá uma volta pelas ruas centrais, pegando na mão de pessoas que nunca ouviram falar dele e o cumprimentam friamente. Também não tem propostas. O seu único argumento é que foi um bom prefeito para Anápolis e que, por isso, está apto a governar Goiás – o que é bastante discutível. Vai mal e não parece que tem condições de reverter o desastre previsto para outubro, quando sair o resultado das urnas.
AUMENTA A APROVAÇÃO PESSOAL DE MARCONI E DE SEU GOVERNO
Péssimas notícias para a oposição e boas para o governador Marconi Perillo: os números de aprovação do Governo e do próprio governador, na pesquisa Fortiori, publicada neste domingo pelo Jornal Opção, melhoraram. Agora, a avaliação do Governo subiu para 47%, na soma dos quesitos ótimo e bom. A soma de ruim e péssimo caiu para apenas 20%. O mais importante: a tendência é de alta. Em janeiro, sempre nas pesquisas Fortiori, a aprovação (ótimo + bom) era de 41%. Em junho, saltou para 46% e agora está em 47%.
A pesquisa Fortiori apurou também a avaliação do eleitorado sobre o desempenho pessoal do governador Marconi Perillo, com uma pergunta direta: “Você aprova ou desaprova o trabalho do governador?”. A resposta foi que 55% dos entrevistados, sim, aprovam, enquanto o restante não aprova. Em janeiro, também nas pesquisas Fortiori, Marconi era aprovado por 50%, depois, em junho, subiu para 53% e agora chegou a 55% – novamente tendência, portanto, de alta.
Esses números se tornam mais destacados quando se constata que a pesquisa Fortiori somou apenas 26% de ótimo e bom para a presidenta Dilma Rousseff e 39% de ruim e péssimo. No quesito desempenho pessoal, Dilma 34% de aprovação e 50% de desaprovação – perdendo de longe para Marconi.
FORTIORI APROVAÇÃO DE MARCONI
2° turno
Em um possível 2º turno, Marconi Perillo mantém vantagem em todos os possíveis cenários pesquisados, sendo o único que apresentou variação positiva em todas as simulações. De acordo com a pesquisa, Vanderlan e Gomide se mantiveram estáveis, enquanto Iris Rezende caiu 1 ponto.
Metodologia:
PLANO AMOSTRAL
Universo – eleitores residentes e domiciliados no estado de Goiás.
Tipo de amostra – amostra não probabilística, por cotas proporcionais às variáveis de sexo, idade, grau de instrução e local de moradia.
Tamanho da Amostra – 800 entrevistas.
Intervalo de confiança e Margem de Erro – Para um intervalo de confiança de 95%, a margem de erro máxima é de 3,4%.
Data da coleta de dados – 11 a 15 de julho de 2014.
Sistema interno de controle e fiscalização
O trabalho de coleta de dados foi feito por entrevistadores treinados, acompanhados por supervisores. Foi feita uma checagem de 10% dos questionários, como determina as normas para esse tipo de levantamento.
Registro – TRE número GO-00048/2014 e TSE BR-00229/2014
RESPONSABILIDADE TÉCNICA
Fortiori – Pesquisa, Diagnóstico e Marketing