quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Caso Valério Luiz: justiça manda todos os acusados a júri popula



Valerio-Luiz-1

A possibilidade de justiça no caso Valério Luiz aumenta com o caso indo a júri popular

Finalmente sai a decisão que a família de Valério Luiz tanto esperava. A justiça determinou que os réus acusados pela morte do radialista Valério Luiz, em julho de 2012, sejam levados a julgamento pelo Tribunal do Júri, em decisão divulgada nesta quarta-feira (13). Entre os réus estão, o tabelião Maurício Sampaio, os policiais militares Ademá Figueredo Aguiar Filho e Djalma Gomes da Silva, o motorista Urbano de Carvalho Malta e o açougueiro Marcus Vinícius Pereira Xavier, o Marquinhos.
O Ministério Público de Goiás denunciou Ademá Figueredo e Maurício Sampaio por homicídio qualificado, mediante paga ou promessa de recompensa e à traição, de emboscada. Os demais envolvidos foram denunciados por coautoria.. Ainda não foi definida a data para o Júri.
A denúncia
Segundo apontado na denúncia, oferecida o MP em março de 2013, o inquérito policial apontou que, no dia do crime, por volta de 14 horas, a poucos metros da porta de saída da Rádio Jornal 820 AM, o denunciado Ademá Filho, contando com a participação dos demais denunciados, deu vários tiros na vítima, que morreu na hora.
De acordo com o inquérito policial, conduzido pela Delegacia de Investigações de Homicídios (DIH), em razão das constantes e enfáticas críticas que o radialista fazia à diretoria do time de futebol Atlético Clube Goianiense, da qual Maurício Sampaio era vice-diretor, este mantinha acirrada animosidade e ressentimento pela vítima. Conforme notícias constantes na apuração, os desentendimentos duravam dois anos.
O pai do cronista esportivo Valério Luiz, Manoel de Oliveira, que também é cronista esportivo, publicou em seu perfil do Facebook um Banner contendo a decisão da justiça de mandar os acusados do assassinato de seu filho a júri popular e comemorando o que ele chama de início de justiça.
JUiz manda assassinas Júri
Fonte: O Popular