quarta-feira, 3 de setembro de 2014

Rotam apreende metralhadora que foi usada em assassinatos em Goiânia



metran
Áulus Rincon
Após receber uma denúncia anônima, a equipe de Rotam 5244 composta pelo Sargento Jorge, Cabo Wellington, Sargento Francisco e Soldado Pais abordou na Rua Seis no Setor Santa Rita em Goiânia Ilsom Barbosa Castro Júnior, 28, e encontrou com ele uma metralhadora Imbel calibre nove milímetros pertencente ao Exército Brasileiro. De acordo com as primeiras informações, a metralhadora teria sido usada em pelo menos três assassinatos ocorridos no mês passado em diferentes bairros da Capital.
Ilsom, que tem passagem na polícia por tráfico de drogas e ameaça teria relatado aos militares que é o autor dos assassinatos, mas a versão ainda não foi confirmada pela Polícia Civil. Os crimes ocorreram em finais de semana diferentes no Jardim Presidente, Parque Acalanto e Parque Santa Cruz, sendo que todas as vítimas, mortas sempre com mais de 15 tiros, tinham passagem pela polícia, dois deles, inclusive, usavam tornozeleiras eletrônicas por cumprirem pena no regime semi-aberto.
Testemunhas destes assassinatos relataram à polícia na época que os crimes foram cometidos por dois homens, um armado com uma metralhadora e outro que portava uma pistola. Ilson foi encaminhado para a Delegacia Estadual de Homicídios, que amanhã cedo deve receber a imprensa para falar sobre os assassinatos que foram praticados com a metralhadora que estava com ele e que tinha no carregador cinco munições.