sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Idosa é retirada de teatro depois de xingar Ney Latorraca de viado e filho da puta



Latorraca

Ator teria exigido a retirada da idosa que o ofendeu durante um espetáculo teatral

Um desentendimento entre Ney Latorraca e uma espectadora interrompeu sessão da peça ‘Entredentes’ na noite da última quinta-feira, 30, no Rio de Janeiro. Segundo Gerald Thomas, diretor do espetáculo, a idosa foi quem provocou o ator de 70 anos, que teria solicitado a saída dela. “O meu ator Ney Latorraca foi agredido por alguém da plateia hoje”, relatou ele no Facebook, horas depois do ocorrido.
“Espetáculo quase interrompido ou se rompendo para sempre”, classificou o autor. Ainda pela rede social, Gerald rebateu informações publicadas por um colunista carioca, que descrevia uma “bronca” passada por Ney contra a mulher. “Tudo exatamente o contrário. O Ney foi xingado por essa mulher”, afirmou o diretor. Pessoas presentes no teatro relataram pela internet que a saída da mulher foi aplaudida pelo elenco.
Segundo o diretor, que escreveu ‘Entredentes’ especialmente para Latorraca, o ator foi alvo de ofensas pessoais por parte da espectadora desde o início da sessão. “O que vocês fariam se fossem insultados por uma demente e chamados de ‘viado’ e ‘filho da puta’ por vinte minutos de espetáculo correndo?”, questionou Thomas.
Em cartaz no Teatro Sesc Ginástico, Centro do Rio, a peça entra em sua reta final de temporada neste fim de semana. Criada por Gerald Thomas como uma espécie de celebração dos 50 anos de carreira de Ney Latorraca, o espetáculo critica com bom humor os horrores contemporâneos, partindo do extremismo religioso. A trama mostra o encontro entre um radical islâmico e um judeu ortodoxo em pleno Muro das Lamentações, nos arredores de Jerusalém. No elenco, além do veterano dos palcos, estão Edi Botelho e Maria de Lima.
Fonte: Correio Braziliense

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Olho grande não entra na China. Nem em Goiás! Artigo de Luiz Gama


GAMA PERFIL


Olho grande não entra na China. Nem em Goiás


O ditado é velho, mas funciona! Ouvi a expressão “olho grande não entra na China”,  pela primeira vez em minha vida, através do notável homem de comunicação, Antônio Porto – um goiano que brilhou no Rio de Janeiro como locutor esportivo e diretor artístico no Sistema Globo de Rádio nas décadas de 60, 70 e 80 – que adorava responder os questionamentos mais duros com tiradas como esta. O dito popular é usado para explicar que o “olho grande”, o olho da cobiça, da inveja, o olho que deseja ter não o que o seu próximo tem, mas sim destruir o que o próximo tem, não tem lugar e não pode lograr êxito num ambiente de grandes e dos melhores negócios. Já ouviu falar em negócio da China? E por aí! O ditado serve ainda para explicar que a malandragem não prevalece onde as regras da boa convivência e respeito mútuo são absolutamente imperiais. O “olho grande não entra na China” é uma espécie de antítese do “temos que levar vantagem em tudo”. É isso!
Eu falo nêgo duvida! Olho grande não entra na China. Nem em Goiás! Sim, o resultado das eleições 2014 em Goiás nos mostra claramente que o adágio citado é totalmente verdadeiro. Por isso é que o vencedor da disputa ao governo de Goiás foi mais uma vez o governador Marconi Perillo. Todos os seus adversários, e sem nenhuma exceção, quiseram entrar na “China” com o chamado olhão. Todos aqueles que tentaram chegar ao governo de Goiás o fizeram não por ter projetos de interesse do povo do estado de Goiás, mas sim por desejos particulares de poder e ostentação. Não há nenhum poder que seja verdadeiramente poder que não seja conquistado pela força. Que força? A força do trabalho, a força do planejamento, a força da determinação, a força do talento, a força da sabedoria. Foi exatamente isso que vimos com sobra em Marconi Perillo e com muita falta em seus opositores.
Todas as tentativas e as efetivas candidaturas de oposição em Goiás foram frutos de projetos pessoais nascidos na inveja do poder conferido a Marconi Perillo pelo povo de Goiás desde 1998. Um projeto político vencedor não pode surgir do pessoal para o coletivo. Tem que ser o contrário disso. Ninguém que seja candidato de si mesmo consegue chegar a uma condição de governador de estado. Não! Isso é absolutamente impossível! Você só consegue ser vencedor contra um governo estabelecido, apenas se exercer oposição verdadeira e clara desde o princípio desde governo. Oposição clara e verdadeira quer dizer oposição de conteúdo, oposição que aponte caminhos diferentes e coerentes, oposição de qualidade. Oportunismo político é claramente notado até pelos mais simples do povo. Os oportunistas não envelhecem na política.
Em Goiás, todas as candidaturas de oposição foram fundamentadas no desejo pessoal de poder. Que erro terrível! Mas, qual o motivo de tanto desejo pessoal de poder? Simples! Com a crise vivida por Marconi Perillonos seus primeiros dois anos do terceiro governo, todo mundo considerava o governador como um defunto político. Depois de ser o político brasileiro mais atacado, covardemente perseguido e exposto de modo cruel na mídia mais virulenta que já existiu nos últimos tempos, Marconi era para todos os seus adversários um verdadeiro “leão sem dentes”. O episódio da CPI do Cachoeira fez Marconi soar sangue por vários meses seguidos. E olha que não foi apenas a mídia nacional a massacrar o governador de Goiás. O Grupo Jaime Câmara, principal conglomerado de comunicação de Goiás, jogou pesado diuturnamente, e nem sempre dentro das regras do bom jornalismo, de maneira que o governo e o governador sangrassem permanentemente neste período. O algoz político e pessoal de Marconi Perillo, o ex-presidente da republica, Luiz Inácio Lula da Silva, nunca usou contra nenhum de seus adversários políticos, tantas armas e artimanhas malígnas quanto usou para destruir Marconi Perillo. Por tantas atitudes desleais é que Lula passou a ser conhecido em Goiás e boa parte do país como “o maior canalha do Brasil”.  E ao final de tudo o resultado foi que apesar de ter sua vida pessoal, familiar, política, fiscal e financeira estraçalhada, nada de errado foi encontrado ou provado contra Marconi Perillo. Absolutamente, nada!
Diante de tanta virulência,  de tanto estardalhaço, de tanto bombardeio, a impressão era que o governador estivesse realmente morto do ponto de vista político. E o principal desafio de Marconi não foi superar a crise pessoal, política e institucional na qual se viu naquele momento. O trabalho mais árduo do governador foi governar Goiás naquele ambiente totalmente desfavorável. Mais que governar, Marconi teve que tirar o estado da terrível crise administrativa na qual ele recebeu das mãos do desgoverno Alcides/Braga. Todos se lembram que Alcides e Braga entregaram o estado sem cumprir cinco das seis metas fiscais estabelecidas pela STN (Secretaria do Tesouro Nacional). Ou seja, Goiás estava inviabilizado do ponto de vista administrativo-financeiro. Da forma como Marconi recebeu o estado de Goiás os investimentos ficaram todos inviabilizados. Sem as metas fiscais atingidas não há como o estado buscar recursos federais ou mesmo em instituições financeiras privadas. Marconi recebeu o estado de Goiás completamente travado. Essa é a realidade.
Diante do caos político, administrativo e financeiro em Goiás, todo “zé mané” da política goiana se achou no direito de pisar na goela do governo e do governador. E mais ainda: sobrou “zé mané” se achando a “bala que matou kennedy” e querendo tomar o lugar de Marconi Perillo. Foi isso mesmo! De repente, todo mundo achava que era fácil bater Marconi em 2014. E diante de tanta facilidade imaginada não faltou olho grande em todos os partidos opositores. Na verdade, ao imaginarem Marconi como um defunto político, seus principais opositores trocaram tal posição política pela função de abomináveis abutres políticos. Todos eles cresceram o olho no Palácio das Esmeraldas e cada um deles se achava com o direito de ser o novo moço da camisa azul. Ledo engano. O direito de se sentar na cadeira número 1 do Palácio das Esmeraldas só é dado a quem faz tudo direito na política goiana. E os opositores fizeram tudo errado!
Sem projeto político de interesse do povo, sem comunicação eficaz e com linguagem equivocada, o que vimos foi um verdadeiro “samba do criolo doido” na oposição. Os Friboi, Iris, Dona Iris, Caiado, Braga, Vanderlan e Gomide da vida se comeram uns aos outros com fome de comer resto de parição. Nunca antes na história de Goiás se viu tanta inveja de um governante como agora nos últimos dois anos em Goiás. O que todos eles não contavam era com a astúcia de Marconi Perillo. Marconi sobreviveu à crise política, à crise institucional, à crise administrativa e deu a volta por cima. Marconi tem a força do trabalho que nenhum outro político em Goiás tem. Marconi tem um talento nato para a coisa pública que nenhum outro político tem. Marconi tem uma garra incontestável. Marconi tem uma luz própria que é um super presente que Deus lhe deu. Ah, tem! Marconi Perillo tem tudo isso e algo muito mais importante ainda. Marconi conhece vários atalhos para se chegar ao coração das pessoas. Sem ser demogogo ou utilizador de qualquer outra artimanha, Marconi sabe conquistar com facilidade a simpatia das pessoas. Marconi não finge! Marconi não dissimula! Marconi trata o povo como povo. Marconi trata as pessoas como objetivo de um governo honesto e que serve com prazer de servir, não como instrumento de um projeto político. Marconi é moderno não apenas por ser o mais antenado a tudo que está ligado à modernidade. Marconi é moderno porque conhece a linguagem ideal das ferramentas modernas que agradam as pessoas modernas. Marconi é moderno porque entendeu melhor que todos os seus opositores o pensamento de Heráclito:nada há de permanente no mundo, exceto a certeza da mudança. Marconi é a certeza da mudança em Goiás. O homem se renova a cada dia. Eis o segredo da fera!
O Marconi é o Marconi Perillo porque não tem a inveja dos seus opositores, porque não tem olho grande dos seus opositores, porque não tem a mesquinhez dos seus opositores. Marconi ao conquistar o governo do estado pela quarta vez passa a ser o dono do melhor currículo político da história de Goiás, e se consolida como o maior líder político da nossa história. Não só os opositores, mas todos nós em Goiás temos muito ainda a aprender com o governador Marconi Perillo e com sua trajetória política até aqui. Muito mais ainda temos a aprender com o Marconi governador de Goiás por quatro vezes, que em apenas 51 anos de idade já produziu tantos frutos e continua sendo uma árvore muito frutífera. Até por isso, muitas pedras ainda lhe serão jogadas. Mas, que a lição seja definitivamente aprendida: olho grande não entra na China. Nem em Goiás.

Luiz Gama

terça-feira, 28 de outubro de 2014

Suzane von Richthofen se casa com a ex de Elize Matsunaga na prisão



06suzanerichtofenae
Condenada por participar da morte dos pais em 2002, Suzane von Richthofen, 30 anos, voltou a ser um dos assuntos principais da penitenciária de Tremembé, no interior paulista. A ex-estudante está, desde setembro, casada com outra detenta e passou a desfrutar de regalias dadas apenas a casais dentro da prisão. As informações são do jornal Folha de S. Paulo
Suzane se uniu no mês passado a Sandra Regina Gomes, condenada a 27 anos de prisão pelo sequestro de uma empresária em São Paulo. Sandra, porém, acaba de sair de um relacionamento com Elise Matsunaga, presa por matar e esquartejar o marido Marcos Matsunaga, em 2012.
O casamento na penitenciária, na verdade, é a assinatura de um documento de reconhecimento afetivo. É ele que garante que as presas convivam como um casal. Ainda de acordo com a “Folha”, Suzane, Sandra e Elizetrabalham juntas na fábrica de roupas da prisão. Lá teria começado o envolvimento entre Suzane e Sandra – na época, ainda casada com Elize.
Suzane já cumpriu 12 anos da pena e, nos últimos tempos, vem tentado mudar sua imagem. Tornou-se evangélica, diz querer se reaproximar do irmão, abriu mão de saídas da prisão, e, agora, está casada.
Elize Matsunaga foi presa em 2012 após matar e esquartejar o marido Foto: Reprodução
Elize Matsunaga foi presa em 2012 após matar e esquartejar o marido
Foto: Reprodução

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Condenado que usava tornozeleira é preso com veículos roubados



mala
Áulus Rincon
Após receberem uma denúncia anônima, militares da Rotam localizaram em uma residência no Setor Sol Nascente dois veículos que tinham sido roubados este mês em Goiânia. Responsável por guardar os carros e cuidar da residência, Ricardo Melo da Silva, 26, que cumpre condenação no regime semi aberto, e usava uma tornozeleira eletrônica, foi preso e autuado em flagrante por receptação.
Tomado em assalto no último dia 2, o Gol placas OOC-6265 foi localizado na garagem de uma residência na Rua Matinal, mesmo local onde os policiais encontraram também o Uno placas OGS-2258, que tinha sido furtado na quarta-feira da semana passada. Durante a abordagem, Ricardo Melo assumiu ter adquirido os dois veículos por R$ 500,00 cada, mas se negou a informar aos policiais quem seria o responsável pela venda.
A suspeita é que o Ricardo seja integrante de uma perigoda quadrilha que rouba carros na Capital, e que tenha integrantes até mesmo dentro das penitenciárias de Aparecida de Goiânia. A expectativa é que após o depoimento dele na Delegacia Estadual de Repressão aos Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA), a Polícia Civil consiga chegar a outros membros da organização criminosa.

domingo, 26 de outubro de 2014

De nada adiantou a campanha mais sórdida dos últimos tempos: Marconi está reeleito

marconi-perillo1-620x450




O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) declarou o governador Marconi Perillo (PSDB) reeleito.
Com 1.718.899 votos, 57,4% do total, Marconi vai administrar Goiás pela quarta vez.
Iris Rezende (PMDB), que promoveu a mais sórdida campanha de ataques da história do Estado, terminou a eleição com 42,59% dos votos válidos.
Para o momento, resta a expectativa de que a oposição aprenda que a baixaria nunca, nunca é o caminho.

Eleitor põe cola em tecla e estraga urna eletrônica em Formosa, GO



urna2edt
Uma urna eletrônica teve de ser trocada neste domingo (26) porque um eleitor colou a tecla “3”, impedindo os votos dos demais cidadãos da seção 11 da zona eleitoral de Formosa, cidade goiana do Entorno do Distrito Federal.
Segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-GO), a Polícia Federal procura pelo eleitor que estragou o equipamento, pois ele já foi identificado.
TRE-GO explicou que a pessoa que foi votar após o suspeito encontrou a cola instantânea escorrendo. Ele denunciou a situação ao presidente da seção. Quando o problema foi constatado, o suspeito já não estava mais nas dependências do local de votação.
Além desta urna, outras 30 tiveram que ser substituídas em Goiás nesta manhã, segundo o TRE-GO. Na capital, seis equipamentos foram trocados.
Confira a lista:
Amaralina- 1
Aparecida de Goiânia- 1
Cachoeira Dourada- 1
Caldas Novas- 4
Cromínia- 1
Formosa- 1
Goiânia- 6
Indiara- 1
Itajá-1
Jandaia- 1
Jataí- 4
Luziânia- 1
Niquelândia- 2
Nova Crixás- 1
Nova Glória- 1
Porangatu- 2
Rio Quente- 1
Santa Helena de Goiás – 1

Eleitor usa cola instantânea para colar tecla "3" de urna eletrônica (Foto: Divulgação/TRE)
Eleitor usa cola instantânea para colar tecla “3” de urna eletrônica (Foto: Divulgação/TRE)

Eleitor é morto a tiros dentro de escola durante votação no RN

escola_2

Um eleitor foi assassinado a tiros dentro da Escola Municipal Professora Celina Guimarães, no bairro Barrocas, em Mossoró, na região Oeste doRio Grande do Norte. A vítima é um jovem de 20 anos identificado comoRobson Diego de Moura Soares. Segundo o sargento Alfredo Carneiro, do2º Batalhão da PM, a votação está suspensa até a retirada do corpo. O suspeito conseguiu fugir do local.
O local é um dos que que receberam reforço do Exército para a segurança nas eleições no município. O policial militar explicou que o jovem estava na fila de votação quando um homem se aproximou e começou a atirar. “O que sabemos é que membros de um grupo de gangues se encontrou aqui dentro da escola e se estranharam. Na troca de tiros, o rapaz foi baleado”, explicou.
polícia não confirmou se Robson fazia parte de um dos grupos rivais. A votação foi suspensa até a retirada do corpo. A PM isolou o local e aguarda a chegada da equipe do Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep-RN) deMossoró.

sábado, 25 de outubro de 2014

SERPES/ O POPULAR: Marconi Perillo tem 58,47% dos votos válidos.

Captura de Tela 2014-10-25 às 18.05.40

Marconi segue na liderança e deve ser eleito com a maior vantagem da história política de Goiás.

O portal de O Popular na internet acaba de divulgar os números da última pesquisa Serpes, que captou o efeito dos dois debates desta semana entre o governador Marconi Perillo e o peemedebista Iris Rezende. Nada mudou: Marconi tem 58,47%, enquanto Iris fechou com 41,53% – em votos válidos. A vantagem do tucano continua acima dos 16 pontos, que correspondem auma faixa entre 600 e 700 mil votos, dependendo da abstenção.
Na pesquisa anterior do mesmo Serpes, publicada domingo passado em O Popular, os números foram praticamente idênticos: Marconi estava com 58,51% dos votos válidos, enquanto Iris não passava de 41,49%.
Já na eleição presidencial o candidato Aécio Neves do PSDB é o líder em Goiás segundo o Serpes com 55,22% dos votos válidos, enquanto Dilma tem 44,78%.
Captura de Tela 2014-10-25 às 18.24.26

Pesquisa Veritá: Marconi chega a 57,7% dos votos válidos e vencerá eleição no domingo

Lailson Damasio:


Marconi posta no Twitter que este fim de semana será “memorável” e diz que a vitória, no domingo, será de todos os goianos


venceu-marconi-620x450
Em post no seu perfil no Twitter, nesta sexta-feira à noite (24), o governadorMarconi Perillo pediu o empenho final da militância da sua campanha e prometeu que o fim de semana será “memorável”.
“Vamos dizer não ao retrocesso e sim à modernidade e ao futuro. Vamos levar este Estado ao seu destino grandioso e de prosperidade para osgoianos, tanto os nascidos aqui quanto os que vieram de fora para fazer dessa terra o seu lugar para viver”, escreveu o governador.
Antes de se despedir e dar o seu tradicional boa noite para os seus seguidores, Marconi ainda arrematou:
“Obrigado pela força. Obrigado pela energia. Obrigado pelo apoio. Obrigado por tudo. Obrigado ao Pai Celestial. No domingo, quem vencerá serão vocês, serão os goianos. Que este seja um fim de semana memorável. Às urnas, com Deus e muita paz no coração!”.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

IBOPE: Marconi Perillo dispara na liderança e chega a 60% dos votos válidos



marconi-perillo3-620x450

Com 20 pontos de frente no IBOPE, Marconi Perillo tem cerca de 800 mil de vantagem sobre Iris Rezende. 

A segunda rodada da pesquisa Ibope/TV Anhanguera para governador de Goiás mostra uma diferença de 20 pontos percentuais entre o candidatoMarconi Perillo (PSDB) e Iris Rezende (PMDB). A pesquisa foi divulgada na noite desta terça-feira (21/10) pelo Jornal Anhanguera 2º Edição, da TV Anhanguera (Globo).
Segundo os dados da pequisa IBOPE, o governador e candidato a reeleição, Marconi Perillo continua na frente com 60% dos votos válidos enquanto Iris detém 40% das intenções em votos válidos (São excluídos os votos em branco, nulos e indecisos).
Em votos totais Marconi Perillo está com 54% das intenções de voto e Iris Rezende com 35%. O indecisos são 5%, e os brancos e nulos são 6%.
Na primeira rodada da pesquisa, o tucano tinha 56% dos votos válidos, contra 44% do peemedebista.
O Ibope ouviu 812 eleitores em 40 municípios do estado de 18 a 20 de outubro. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de três pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.
A pesquisa foi registrada no Tribunal Eleitoral Regional (TRE-GO) sob o protocolo GO-00193/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 01148/2014.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Segura ele! Boxeador perde a cabeça e espanca árbitro em luta, veja vídeo


Lutadormaluco

Vido Loncar se revoltou com a decisão do árbitro de dar a vitória a Algirdas Baniulis, em combate da categoria meio-pesado (até 81 kg) e desferiu socos atrás de socos. Ele só parou ao ser puxado pelos pés para fora do ringue; luta foi válida pelo Campeonato Europeu Juvenil de boxe, na Croácia.








Veja o vídeo.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Suposto serial killer diz que está com vontade de matar, afirma delegado



entrevista-serial
O vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, de 26 anos, apontado como o autor de 39 mortes em Goiânia, disse aos policiais na madrugada desta segunda-feira (20) que “está com vontade de matar”, segundo revelou o delegado Eduardo Prado. O jovem segue preso, sozinho, em uma cela daDelegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc).
“Ele perguntou para os agentes [que] se  matar algum indivíduo dentro do presídio [se] ele responderá criminalmente por isso. Muito estranha a atitude e as conversas desconexas que ele vem falando”, diz Prado.
Durante a madrugada, Tiago leu 40 revistas, fato que chamou a atenção dapolícia. “Outra coisa curiosa é que ele lê de trás para frente de forma rápida, como se fosse dinâmica, lendo de forma alta”, pontua o delegado. Pradodisse ainda que o motociclista pediu bebida alcoólica na cela, mas que não foi atendido.
Conforme o delegado, Tiago precisa de ser monitorado a todo momento. “A nossa preocupação é com a observação constante dele na cela. Ele não tem amor próprio, já tentou suicídio. Constantemente, quando eu estou na sala, ele pede para levar fio dental para ele. [Na] Hora que pergunta se é para suicidar ele dá uma risada sarcástica”, relata Prado.
O delegado alerta que, quando o suspeito for encaminhado a uma penitenciária, ele precisará de atenção redobrada. “Com certeza, quando encaminharmos ao presídio, a direção do sistema prisional irá ficar atenta a essa situação para ter um controle mais metódico da situação em relação a esse indivíduo, que é realmente de alta periculosidade”, afirmou.
Ainda não há previsão da transferência do vigilante, segundo a polícia.

domingo, 19 de outubro de 2014

Wagner pede fim de cobrança a Walter: “foi artilheiro gordo”



walterfluminensexcriciumapaulosergiophotocamera
Adicionar legenda
Na saída de campo da vitória do Fluminense por 4 a 2 sobre o Criciúma, no último sábado, o atacante Walter se defendeu e disse que “sempre jogou gordo”. O meia Wagner, autor de dois gols contra os catarinenses, fez coro com o artilheiro e relembrou bons momentos da carreira do atleta para justificar a atual silhueta do camisa 18.
“Ele foi artilheiro no ano passado mais gordo do que ele está. Não tem que cobrar do Walter peso, mas assistência e gols. Deixa quieto e não tem que mudar”, pediu o camisa 10, que elogiou a obediência tática do companheiro no Maracanã.
“O Waltinho estava há muito tempo sem jogar, mas ele conseguiu fazer o que o Cristóvão (Borges, técnico) pediu, que era segurar a bola na frente. Ganhamos um homem de área, e no segundo tempo melhoramos porque entendemos a forma com que o Cristóvão queria que jogássemos”, avaliouWagner.
Sem vencer fora de casa
Com a derrota, o Criciúma segue sem vencer fora de casa. São dez derrotas e cinco empates no Campeonato Brasileiro. O meia Lucca criticou as falhas do time catarinense no Maracanã.
“Se você bobear 10, 15 minutos, com Fred, Conca e Wagner, é brincadeira. O campeonato está afunilando e não podemos errar tanto. Temos que unir força para vencer dentro de casa. O que fazer? Vencer dentro e fora de casa”, disse Lucca.
Criciúma volta a campo na próxima quarta-feira contra o Atlético-PR, noHeriberto Hülse, sem Joílson e João Victor, suspensos pelo terceiro cartão amarelo.

sábado, 18 de outubro de 2014

GloboNews exibe ironia do serial killer não mostrada no JN



Tiago-Rocha

Na noite de sexta-feira (17), o Jornal Nacional exibiu uma entrevista feita pela repórter Patrícia Bringel, da TV Anhanguera, afiliada da Globo emGoiânia, com o vigilante Tiago Henrique Gomes da Rocha, apontado como autor de 39 assassinatos na cidade.
Dividido em quatro partes, o material ocupou 4 minutos e meio da edição doJN. A edição privilegiou perguntas e respostas sobre os critérios para a escolha das vítimas e a vida íntima do acusado.
Além da repórter, a matéria teve intervenções do advogado Thiago Huáscar,defensor do assassino confesso, e de um delegado que acompanha o caso.
Uma hora depois da exibição no Jornal Nacional, a entrevista do serial killerganhou destaque no Jornal da Dez, comandado por Eduardo Grillo naGloboNews. No telejornal, o conteúdo gerado pela equipe de Patrícia Bringel foi compactado em 2 minutos e 20 segundos.
O diferencial em relação ao JN foi a exibição de um comentário irônico feito pelo vigilante, durante uma intervenção do delegado presente na sala.
Delegado: — Você pesquisava na internet esse ranking de serial killer?
Tiago da Rocha: — Uma vez só.
Delegado: — Você, hoje, gosta de se sentir incluído? No Brasil você vai estar, mais ou menos, em quarto aí nesse ranking. Como é que é isso pra você?
Tiago esboça um sorriso e ironiza: — Essa foto tá feia.
O delegado provoca: — Vamos tirar outra bonita.
Tiago da Rocha: — Pode ser.
TV não mostrou a imagem que contextualiza esse final do diálogo (a câmera estava direcionada para Tiago), mas a dedução lógica é que o acusado referiu-se à fotografia dele feita para constar no inquérito.
Esse detalhe da entrevista lembra um aspecto citado pelos especialistas: os criminosos em série gostam de flertar com a fama.
E é isso o que Tiago da Rocha acaba de conseguir. Todos os programaspoliciais farão uma cobertura ostensiva do caso e disputarão a audiência anunciando entrevistas exclusivas, revelações supostamente bombásticas, detalhes macabros.
Como escreveu o criticado autor Dan Brown: “Nada desperta mais o interesse das pessoas do que a tragédia humana”.