quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Atlético-GO bate Braga e continua na briga pela vaga à série A


thiago-primao-tobi-atletico-go-brgantino-carloscosta-fut
A ordem era atacar e vencer para se manter vivo na briga por uma das vagas de acesso à elite. OAtlético-GO fez o dever de casa: aproveitou-se do mando de campo e derrotou o Bragantino por 1 a 0 na noite desta terça-feira, no Serra Dourada. Com o resultado, assumiu a 5ª posição da Série B doCampeonato Brasileiro. No duelo válido pela 36ª rodada, o Dragão teve amplo domínio e garantiu o triunfo com um gol de Diogo Campos, ainda na primeira etapa.
Depois do jogo, as duas equipes ainda precisam secar adversários. O Atlético-GO tem 56 pontos, em quinto lugar. O Bragantino está em 16º lugar, com 42 pontos, e pode cair para a degola se o América-RN surpreender a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, emCampinas, às 21h50.
Bragantino segue sua luta contra o rebaixamento na sexta-feira, 21h, quando recebe o Paraná no estádio Nabi Abi Chedid. No dia seguinte, às 21h, o Atlético-GO visita o Sampaio Corrêa, no estádio do Castelão, no Maranhão.
O Jogo
O técnico Wagner Lopes foi corajoso ao armar o time atleticano com três atacantes: Diogo Campos, Júnior Viçosa e Kayque. Mesmo assim, ganhou o setor de meio-campo, colocando Willian Arão na frente dos dois zagueiros, praticamente como um terceiro zagueiro. Com isso liberou os laterais e empurrou o visitante para seu campo defensivo.
Aos 12 minutos, Diogo Barbosa arriscou de fora da área e Matheus defendeu pelo Bragantino. E na primeira vez que o time paulista atacou, levou o contra-ataque. Márcio fez a reposição de bola com rapidez e Kayque disparou pelo lado direito, até cruzar para a área. Diogo Campos acompanhou a jogada e só completou para as redes de chapa de pé.
O time goiano continuou melhor e criando chances de gol. Quase ampliou numa jogada individual deCaramelo, aos 28 minutos, que chutou de pé trocado, mas defendido por Matheus, e depois quandoKayque abriu mão de finalizar para fazer o passe a Junior Viçosa, bloqueado por Tobi.
No segundo tempo, o panorama não mudou. O Dragão goiano continuou martelando o Bragantino, criando chance atrás de chance e exigindo bastante do goleiro Matheus. O visitante não tinha poder de ataque e se limitou a evitar sofrer mais gols. A sua única chance aconteceu aos 26 minutos, num chute de longe deSandro e que Márcio espalmou por cima do travessão.
FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-GO 1 x 0 BRAGANTINO
ATLÉTICO-GO – Márcio; Mateus Caramelo, Artur, Adriano Alves e Diogo Barbosa; Willian Arão, Pedro Bambu e Thiago Primão (Wagner Carioca); Diogo Campos (André Luis), Júnior Viçosa e Kayke. Técnico: Wagner Lopes.
BRAGANTINO – Matheus; Robertinho, Tobi, Leonardo e Magal; Geandro, Marcos Paulo (Caio), Sandro e Magno Cruz (Erick); Luisinho e Caboré (Washington). Técnico: André Gaspar.
GOL – Diogo Campos, aos 25 minutos do primeiro tempo.
CARTÕES AMARELOS – Thiago Primão (Atlético-GO); Geandro e Tobi (Bragantino).
ÁRBITRO – Marcelo de Lima Henrique (Fifa/RJ).
RENDA – R$ 48.200,00.
PÚBLICO – 2.303 pagantes.
LOCAL – Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).