domingo, 23 de novembro de 2014

Marrocos: Marconi Perillo destaca a força da economia goiana


Marconi no Marrocos
O governador Marconi Perillo destacou o excelente momento vivido pela economia goiana durante palestra que proferiu neste sábado (22) no Encontro Bilateral Brasil-Marrocos, organizado pela Lide-Brasil, presidida pelo jornalista João Dória, na cidade marroquina de Marrakech. Com a missão, Marconi quer aprofundar e ampliar o comércio entre Goiás e o país africano, visando aumentar as exportações goianas, atrair investimentos e incrementar as relações econômicas e culturais.
O encontro teve a presença do embaixador Duque Estrada, representantes dos Ministérios das Relações Exteriores do Brasil e do Marrocos, do embaixador especial da Organização para Alimentação e Agricultura das Nações Unidas (FAO-ONU) para o Cooperativismo, ex-ministro Roberto Rodrigues, autoridades e empresários marroquinos.
A presença do governador goiano no evento faz parte da estratégia do governo de Goiás para atrair investimentos para o Estado, com objetivo de aumentar a renda e criar novos empregos. De 1999 até 2014, na chamada Era Marconi, o PIB de Goiás saltou de R$ 14 bilhões para R$ 150 bilhões, como resultado da política de intercâmbio comercial estabelecida pelo governo goiano com vários países. Nesse período, ressaltou o governador, Goiás deixou de ser uma economia agropastoril para se tornar um Estado agro-industrial.
O governador lembrou que, desde 1999, Goiás registrou a criação de mais de 1 milhão de empregos, 250 mil deste total criados apenas nos últimos quatro anos. Marconi observou também que o Estado vem crescendo sempre acima da média nacional, tanto em termos de incremento do PIB quanto da geração de postos de trabalho. Em 2012, segundo dados divulgados pelo IBGE, enquanto o PIB do Estado cresceu 5,7%, para R$ 124 bilhões, a soma das riquezas produzidas na média do País foi de 1%.
Marconi também destacou as condições favoráveis para a instalações de empresas no Estado, destacando os incentivos do Produzir, a posição geográfica privilegiada, com a presença da plataforma logística de Anápolis e grandes mercados consumidores, como a Grande Goiânia e o Distrito Federal, e os investimentos feitos pelo atual governo em infraestrutura rodoviária, de saneamento básico, eventos, em educação e em segurança pública.
Na sexta-feira (21/11), Marconi Perillo se reuniu com o embaixador do Brasil em Marrocos, Frederico Duque Estrada, e empresários, apresentando as potencialidades de Goiás e oportunidades de negócio no Estado. Marrocos é atualmente um importante parceiro comercial do Brasil, ocupando o quarto lugar no ranking dos países árabes que mais exportam ao Brasil e o sexto entre os que mais importam produtos brasileiros.
O objetivo de Marconi é mostrar como as relações econômicas podem avançar e as oportunidades que há para investir em Goiás na nação árabe. O governador destacou os avanços do Estado nas áreas social(melhoria no IDH) e na Educação, com a conquista do primeiro lugar no Ideb no ensino básico. Focou também nas possibilidades de parcerias na área do fosfato, que é produzido largamente no Marrocos, e abriu as portas do Estado para receber uma missão comercial marroquina. Marrocos é um grande produtor de fosfato. Marconi falou ainda da da indústria farmacêutica.
O Brasil e o Marrocos têm um comércio bastante equilibrado. Os principais produtos comercializados são fertilizantes, principalmente fosfatos, seguidos de sardinhas. Os principais produtos enviados foram açúcar e milho. As obras de construção do novo terminal de passageiros de Goiânia serão concluídas até abril do próximo, segundo garantiu o presidente da Infraero, Gustavo do Valle, em encontro com o governadorMarconi Perillo, na cidade de Marrakech (Marrocos), durante reunião do Lide.