segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Maurício Sampaio registra chapa e deve ser aclamado no Atlético-GO


mauricio_lailsonduarte
A indefinição política no Atlético-GO chegou ao fim. O ex-vice-presidente Maurício Sampaio registrou sua candidatura para a presidência executiva do clube para o próximo biênio. A chapa encabeçada por ele deve ser a única no pleito e deve ser aclamada no próximo dia 5 de janeiro.
Um clima de incerteza tomou conta do CCT do Urias Magalhães desde a primeira semana de dezembro, quando o atual presidente, Valdivino de Oliveira, declarou que não pretendia se candidatar à reeleição. A situação política travou o clube que pouco caminhou nas últimas três semanas com o planejamento para 2015.
No entanto, nesta segunda-feira a chapa foi registrada com o nome de Maurício Sampaio como candidato à presidência executiva com Eduardo Mulser como vice-presidente. No Conselho Deliberativo, o deputadoJovair Arantes é candidato à presidência e Marcos Egídio como vice.
O departamento de futebol deve seguir nas mãos de Adson Batista, que ocupa o cargo de diretor de futebol desde 2006. Em 2015, o Atlético-GO tentará o bicampeonato estadual, disputará a Copa do Brasil e oCampeonato Brasileiro Série B.
Caso Valério Luiz: acusado como mandante
Afastado do clube há quase dois anos, Maurício Sampaio está entre as cinco pessoas indiciadas no Caso Valério Luiz. O empresário é acusado de ser o mandante do assassinato do cronista esportivo, morto a tiros no dia 5 de julho de 2012 quando saía da rádio em que trabalhava, no Setor Serrinha, em Goiânia.
Após cerca de oito meses de investigação, o inquérito policial foi entregue ao Poder Judiciário pelos delegados Adriana Ribeiro e Murilo Polati, da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios, em  26 de fevereiro. O documento possui mais de 500 páginas e um volume com provas técnicas contra os suspeitos. Além de Maurício, há acusações contra Urbano de Carvalho Malta, Ademá Figueiredo, Marcus Vinícius Pereira Xavier e Djalma da Silva.
Tribunal de Justiça de Goiás recebeu a denúncia do Ministério Público de Goiás em 27 de março. No dia 13 de agosto, o juiz Lourival Machado da Costa, da 14ª Vara Criminal, decidiu que os cinco irão a júri popular, mas ainda sem data marcada para acontecer.
Clube deve ter Maurício Sampaio como presidente no biênio 2015/2016 Foto: Atlético Goianiense/Divulgação / Divulgação
Clube deve ter Maurício Sampaio como presidente no biênio 2015/2016
Foto: Atlético Goianiense/Divulgação / Divulgação