quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

PF cumpre mais 62 mandados na Operação Lava Jato. Tesoureiro do PT é levado à sede da PF



Vaccari

João Vaccari é levado à PF por força de mandado de condução coercitiva

Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira a nova fase da Operação Lava Jato, em quatro estados brasileiros – São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Santa Catarina. Um dos mandatos de condução é contra o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto. 
Ação decorre da análise de documentos apreendidos anteriormente pela PF, além da denúncia apresentada por uma ex-funcionária de uma das empresas investigadas.
Ao todo, devem ser cumpridos 62 mandados: um de prisão preventiva no Rio de Janeiro, três temporárias em Itajái (SC) e Balneário Camboriú (SC), 18 de conduções coercitivas, quando a pessoa é levada para a delegacia para prestar depoimento, e 40 de busca e apreensão.
Suspeita é que alvos sejam a Odebrecht e Andrade Gutierrez, que ficaram de fora da etapa que prendeu, em novembro do ano passado, executivos das maiores empreiteiras do Brasil. Eles são ligados às empresas Engevix, Mendes Júnior, Galvão Engenharia, OAS, Camargo Corrêa e UTC.
De acordo com a PF, os envolvidos podem responder por crimes de fraude a licitação, corrupção ativa, lavagem de dinheiro e associação criminosa.
A última fase foi realizada no dia 14 de janeiro com a prisão do ex-diretor da área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró.
Fonte: Brasil247