terça-feira, 3 de março de 2015

Greve geral em Goiânia! Câmara vota contra os servidores. Veja a lista negra de vereadores



Protesto Camaragyn

Câmara Municipal de Goiânia voltou atrás da decisão anterior e decide contra o servidor

Com o placar de 20 votos a 13, a maioria dos vereadores decidiu manter o veto do prefeito Paulo Garcia (PT) ao projeto de lei que concede data-base a 100% dos servidores municipais e com efeito retroativo a maio de 2014. A sessão na Câmara Municipal, na manhã de hoje, começou quente e servidores lotaram as galerias da Casa para pressionar os vereadores. De nada adiantou.
Paulo Garcia alega que o Paço não tem recursos suficientes para pagar o reajuste retroativo e ainda oferece a data-base deste ano de forma parcelada. Os servidores não aceitam e afirma que a prefeitura está confrontando a lei ao se recusar a pagar o retroativo. 
Ontem, o vice-prefeito Agenor Mariano (PMDB) se reuniu com os vereadores da base e praticamente assegurou a vitória do Paço na votação de hoje. Estimava-se que a oposição tinha 15 votos, acabou tendo apenas 13. A possibilidade de greve geral em Goiânia é muito grande. Servidores decidem sobre isso nos próximos dias.
É uma vitória para o prefeito Paulo Garcia, que em momento algum se mostrou maleável e disposto a negociar com os servidores. Ele está na Espanha e chega a Goiânia no dia 6. 
Veja a lista da votação:
Votação do Veto de Paulo Garcia
Fonte. Goiás247