quarta-feira, 29 de abril de 2015

Mesmo solto, Ricardo Pessoa da UTC deve fazer delação premiada que pode acabar com Lula


Apesar do STF ter colocado nas ruas o chamado chefe do “Clube do Bilhão”, o empresário dono da UTC, Ricardo Pessoa, os motivos para comemoração de governistas ligados ao ex-presidente Lula não seriam tanto assim. A delação premiada de Ricardo Pessoa no escândalo do Petrolão não está descartada e um acordo neste sentido estaria bem adiantado, fato este que tem deixado os lulistas em completo desespero.
empreiteiro Ricardo Pessoa, da UTC, deve retomar as conversas com o Ministério Público Federal no Paraná para fechar acordo de delação premiada na Operação Lava Jato. A decisão do STF (Supremo Tribunal Federal), de que Pessoa fique em prisão domiciliar, não altera substancialmente a disposição dele de retomar as conversas com os procuradores, como se imaginava. A diferença agora é que, fora da cela, ele poderá negociar submetido a uma pressão menor.
A tensão, no entanto, continua. Apesar de solto, Pessoa já responde a dois processos, por lavagem de dinheiro e corrupção. Um deles, em fase avançada, de interrogatório, pode ter sentença definida pelo juiz Sergio Moro em cerca de dois meses. Mais dois processos devem ser abertos em breve –um deles, por cartel.
O advogado de Pessoa, Alberto Toron, não comenta a hipótese de delação. Diz apenas que “o julgamento do habeas corpus no STF foi histórico. Resgata a proteção dos direitos fundamentais do cidadão no processo penal e reafirma a democracia em detrimento de um clamor público irracional”.
Ricardo Pessoa