quarta-feira, 15 de abril de 2015

Neymar marca, Suárez brilha, e Barcelona vence PSG fora de casa



17345162
Pelo duelo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões, mesmo jogando fora de casa, o Barcelona dominou o Paris Saint-Germain e conseguiu a tranquila vitória por 3 a 1. Neymar, na primeira etapa, abriu o placar para os visitantes, enquanto Suárez, com dois golaços, ampliou o marcador para os catalães. Van der Wiel, já no final da partida, descontou para os anfitriões com a ajuda de Mathieu.
As equipes voltam a se enfrentar na próxima terça-feira, às 15h45 (deBrasília), no Camp Nou, casa do Barcelona. Pelo resultado conquistado fora de casa, os catalães podem até perder por um gol de diferença que ficarão com a vaga na semifinal da competição de clubes mais importante da Europa.
O próximo compromisso do Paris Saint-Germain será no próximo sábado, às 12 horas (de Brasília), pela 33ª rodada do Campeonato Francês, fora de casa, contra o Nice. No mesmo dia, mas às 11 horas (de Brasília), pela 32ª rodada do Campeonato Espanhol, oBarcelona recebe o Valencia.
Os anfitriões atuaram com Sirigu; Van der Wiel, Thiago Silva (David Luiz), Marquinhos e Maxwell; Cabaye, Matuidi, Rabiot (Lucas) ePastore; Lavezzi e Cavani. Já os visitantes foram representados porTer Stegen; Montoya (Adriano), Piqué, Mascherano e Alba; Busquets, Rakitic (Mathieu) e Iniesta (Xavi); Suárez, Messi eNeymar.
O jogo
Com dois desfalques importantes, Ibrahimovic e Verratti, o Paris Saint-Germain, mesmo jogando em casa, começou a partida de modo mais defensivo, marcando atrás no meio-campo e apostando apenas nos contra-ataques puxados por Lavezzi e Pastore. Por outro lado, oBarcelona manteve seu estilo de posse de bola no campo de ataque. Deste modo, os visitantes quase abriram o placar aos 13 minutos, quando Messi recebeu bom passe na entrada da área e finalizou colocado, mas a bola acabou explodindo na trave de Sirigu.
Pressionando a saída de bola dos anfitriões, o Barcelona abriu o placar aos 17 minutos com NeymarMessi arrancou pelo meio e tocou para o brasileiro, que invadiu a área e chutou para balançar as redes no Parque dos Príncipes. Logo em seguida, para piorar a situação doPSG, Thiago Silva sentiu uma contusão e teve que ser substituído porDavid Luiz, que também não estava 100% fisicamente.
Mesmo em desvantagem, o PSG não mudou sua dinâmica na partida e continuou apostando apenas nos contra-ataques, priorizando a marcação atrás do meio-campo. Assim, nenhuma das equipes conseguiu criar grandes chances antes do término da primeira etapa.
Após o intervalo, os donos da casa voltaram mais agressivos, apertando a marcação na saída de bola e conseguiram bons lances no ataque, primeiro com Rabiot e depois com Cavani. Entretanto, em contra-ataque, Suárez recebeu pela direita e fez linda jogada, driblandoDavid Luiz e Marquinhos, e, dentro da área, finalizou para marcar o segundo gol dos visitantes na França.
Deste modo, Blanc foi obrigado a colocar Lucas em campo para tentar aumentar seu poderio ofensivo. Porém, em outro contra-ataque,Suárez aplicou outro belo drible em David Luiz e, cara a cara com o goleiro, bateu no ângulo, aumentando a vantagem dos catalães. Logo em seguida, após cruzamento na área, Van der Wiel aproveitou a sobra e emendou um chute de primeira para o gol, a bola desviou emMathieu e entrou no gol, enganando o goleiro alemão.
Antes do término da partida, o Paris Saint-Germain até criou algumas chances, em uma delas, a bola sobrou para Cavani dentro da área, mas o uruguaio acabou finalizando em cima de Mathieu. Deste modo, o Barcelona conseguiu garantir a boa vitória fora de casa pelo placar de 3 a 1.
PAPAI?
Na comemoração de seu gol, Neymar chamou a atenção. Ele pegou a bola, botou por dentro da camisa, como se estivesse grávido, e levou o dedo à boca. O jogador, que já é pai de um menino de 3 anos, Davi Lucca, chegou a despertar curiosidade de que estaria esperando outro filho. Mas companheiros dele comentaram nas redes sociais que o gesto foi uma homenagem a um de seus amigos, cuja esposa está no quinto mês de gravidez.
Gonzalo Fuentes / REUTERS
Gonzalo Fuentes / REUTERS

O JOGO EM PORTUGAL
Porto saiu na frente do Bayern de Munique, com gol de pênalti deRicardo Quaresma, logo aos 4 minutos. O mesmo Quaresma ampliou aos 10, aproveitando falha grosseira do zagueiro brasileiro Dante, desarmado pelo atacante português quando tentava sair jogando na defesa. Aos 28, Thiago Alcântara diminuiu para o time alemão, aproveitando passe de Boateng da direita. Na etapa complementar,Jackson Martínez recebeu lançamento longo de Alex Sandro e dominou com estilo antes invadir a área, driblar Neuer e chutar para o gol vazio, ampliando a vantagem: Porto 3 a 1.
Apesar de o Bayern de Munique ter percentual bem maior de posse de bola na etapa inicial (66% a 34%), o Porto foi bem objetivo. No início, a equipe portuguesa marcou por pressão e acabou surpreendendo o time alemão, forçando erros na saída de bola do adversário. No segundo tempo, o quadro não mudou. O Bayern seguiu mais tempo com a bola nos pés, mas foi o Porto que acabou sendo bem mais efetivo para vencer e poder jogar até por uma derrota por um gol de diferença na Alemanha para avançar às semifinais.
PORTO: Fabiano; Danilo, Maicon, Martins Indi e Alex Sandro; Casemiro, Herrera e Óliver Torres (Ruben Neves); Quaresma (Evandro), Jackson Martínez e Brahimi (Hernâni).
Técnico: Julen Lopetegui.
BAYERN: Neuer; Rafinha, Jérôme Boateng, Dante e Juan Bernat; Xabi Alonso (Badstuber), Lahm, Thomas Müller e Thiago Alcântara; Götze (Rode) e Lewandowski.
Técnico: Pep Guardiola.
Paulo Duarte / AP
Paulo Duarte / AP