terça-feira, 14 de julho de 2015

Lava Jato: PF faz buscas nas casas dos senadores Fernando Collor e Ciro Nogueira


Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira mais uma etapa da Operação Lava Jato e cumpre 53 mandados de busca e apreensão expedidos pelo Supremo Tribunal Federal (STF) referentes a seis processos contra políticos investigados no petrolão. Um dos alvos da ação é o senador e ex-presidenteFernando Collor (PTB-AL): agentes vasculham as casas de Collor em Brasília e Maceió, além da residência do filho dele, Arnon de Mello, na capital alagoana e da sede da TV Gazeta de Alagoas, que pertence ao senador. São também alvo das buscas os senadores Ciro Nogueira (PP-PI), presidente nacional da legenda, e Fernando Bezerra Coelho (PSB-PE).
São cumpridos sete mandados em Alagoas, doze no Distrito Federal, onze na Bahia, oito em Pernambuco, cinco em Santa Catarina, cinco no Rio de Janeiro e cinco em São Paulo.
Batizada Politeia, termo de origem grega em referência ao livro República, de Platão, que cita uma cidade perfeita, onde a ética prevalece sobre a corrupção, a operação cumpre mandados expedidos pelos ministros Teori Zavascki, Celso de Mello e Ricardo Lewandowski e tem como objetivo evitar a destruição de provas, segundo a Procuradoria-Geral da República.
Além das casas dos investigados, as buscas se dão nas sedes de empresas, escritórios de advocacia e órgãos públicos. As ações decorrem de representações da Polícia Federal e do Ministério Público Federal.
De acordo com a Procuradoria-Geral da República, esta é a primeira fase da Lava Jato no âmbito do STF. “As medidas são necessárias ao esclarecimento dos fatos investigados , sendo que algumas se destinaram a garantir a apreensão de bens adquiridos com possível prática criminosa e outras a resguardar provas relevantes que poderiam ser destruídas caso não fossem apreendidas”, afirmou, em nota, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Segundo ele, as medidas refletem uma atuação firme e responsável do Ministério Público Federal. “Adsumus (aqui estamos)”, concluiu.