sexta-feira, 10 de julho de 2015

Paulo Garcia rebate Ronaldo Caiado: tem que trabalhar mais por Goiânia e falar menos

O pau continua quebrando, e feio, entre o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia (PT) e o senador Ronaldo Caiado (DEM). Está claro que Ronaldo Caiado a serviço do velho cacique Iris Rezende, foi escalado para atacar o prefeito de Goiânia, Paulo Garcia, que é do PT, e que já anunciou estar 100% fora de qualquer aliança para 2016 em Goiânia que conte com a presença de Caiado. Sendo assim, a aliança PT/PMDB em Goiânia está enterrada. Depois de duras críticas de Ronaldo Caiado à administração de Paulo Garcia, quando disse que é a pior da história de Goiânia, o prefeito petista partiu pra cima do senador do DEM com palavras bem agressivas. O motivo da rusga é que a aliança entre Caiado e o PMDB está perto de concretizar e os peemedebistas estão jogando o PT para escanteio. Ao assinar ordem de serviço para obras na Capital, Paulo foi questionado pelo Jornal Opção sobre as eleições de 2016 e soltou o verbo.
“Eu quase não tenho tido tempo, tenho muita coisa a realizar na cidade, projetos, obras e programas. Segundo, porque sou muito orgânico: quem discute processo político para o ano que vem é a direção do meu partido. E eu não tenho notícias de nenhuma aliança já firmada. Terceiro, eu acho que o senadorRonaldo Caiado precisava trabalhar mais por Goiânia em vez de falar muito“.
O petista não parou e por aí e continuou o desabafo contra o parlamentar. Afirmou que Caiado nunca trouxe benefícios importantes para Goiânia ao longo de vários anos atuando no Congresso Nacional. “Eu não vejo nenhuma ação dele trazendo nada para a cidade. O deputado estadual Luis Cesar Bueno (PT) é o contrário, cuida obviamente de diversos municípios que representa no estado e não esquece a Capital”.
Os ânimos estão exaltados entre PMDB, PT e Caiado porque na segunda-feira o senador se reuniu com deputados peemedebistas e praticamente selou a aliança para 2016. Os petistas ficaram revoltados com a postura do PMDB e criticam o jogo duplo do partido de Iris Rezende. Lideranças do PT afirmam que tudo estava normal até dias atrás e o acordo com o PMDB estaria firme e forte.
Caiado migrou para os lados peemedebistas no ano passado ao se deparar com um cenário de isolamento dentro do DEM, que em Goiás é aliado do governador Marconi Perillo. Vitorioso para o Senado na chapa de Iris, Caiado agora quer a estrutura e força do PMDB em todo o Estado para sedimentar sua candidatura ao governo em 2018.
Com informações do Brasil247