quinta-feira, 30 de julho de 2015

Três comprimidos de Viagra derrubaram pai de Michael Jackson no Brasil

A passagem de Joe Jackson, pai de Michael Jackson pelo Brasil, tem sido um furacão. Depois de ter passado pelo Corinthians – acompanhado de uma moça voluptuosa –, o empresário enfrentou um sábado, digamos, farto de excessos. Ele fez um tour gastronômico pela cidade e terminou o dia no Bar do Nelson, da empresária Lilian Gonçalves, na Santa Cecília – por lá, ele exagerou, bebeu caipirinha e outros drinques elaborados. O problema maior, porém, foi que Joe Jackson, que estava acompanhado, teria ingerido três comprimidos para combater a disfunção erétil. Ele não resistiu e sofreu um AVC (Acidente Vascular Cerebral) e foi internado na UTI no Hospital Albert Einstein, na Zona Sul. A produção do artista ficou em choque.

E no último domingo, Joe Jackson festejaria os 87 anos, no Golf Club, em São Paulo. Diante do estado de saúde, porém, teve de ficar no hospital. A festa, porém, rolou. Quem compareceu ao evento, inclusive, não entendeu nada. Marcado para acontecer entre às 18h e às 23h, a festa fracassou por volta das 21h. “Com uma lista farta de subcelebridades”, disse um dos convidados à coluna. O cardápio estava impecável, mas o clima era estranho – custo total da festa foi de R$ 6 mil, para 200 convidados.
Ao chegar no evento, muitos foram barrados na porta – o convite era uma pulseira digital. Quem estava muito cansado da produção seguiu para o Baile do Abrava, de Tiago Abravanel. Geisy Arruda, entre as convidadas, também foi embora mais cedo. “Motivos óbvios”, disse ela.