sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Ameaça de guerra civil no Brasil: presidente da CUT quer esquerda de armas nas mãos para defender o lulopetismo


Líder do movimento Revoltados On Line pede a prisão do presidente da CUT por ameaça ao povo brasileiro

É real a ameaça de uma guerra civil no Brasil do PT. As forças da esquerda brasileira estão se movimentando no sentido de pegar em armas para “defender” o legado vermelho de roubalheira e corrupção nunca antes imaginado neste país. Enquanto as pessoas de bem assistem o espetáculo de corrupção do lulopetismo sem a devida capacidade de indignação, a esquerda canalha se prepara inclusive para o derramamento de sangue brasileiro em defesa de um projeto de poder bandido.
O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Vagner Freitas, defendeu nesta quinta-feira, a presidente Dilma Rousseff (PT) e pediu aos movimentos sociais de esquerda a ida à “rua entrincheirados, com armas na mão, se tentarem derrubar a presidente”. Durante o evento “Diálogo com Movimentos Sociais“, Freitas afirmou ainda que se houver “qualquer tentativa de atentado à democracia, à senhora, ou ao presidente Lula nós seremos um exército”.
Freitas, como os outros que o antecederam, fez duras críticas ao ajuste fiscal e ao mercado financeiro. “O mercado nunca deu e nunca dará sustentação ao seu governo. O povo dá sustentação ao seu governo”, disse. “Queremos também que governe com a pauta que ganhamos na eleição passada e não com recessão”, concluiu.
O líder do movimento contra o Governo Dilma, REVOLTADOS ON LINE, Marcelo Reis, se indignou com a ameaça do presidente da CUT e pediu a imediata prisão do esquerdista da CUT.
Confira o vídeo onde o líder do REVOLTADOS ON LINE pede a prisão do presidente da CUT!