domingo, 16 de agosto de 2015

Marconi deixa embate político de lado e conversa com Caiado


Políticos foram à missa de encerramento da Festa de Nossa Senhora D’Abadia em Niquelândia


Adversários nas eleições de 2014, o governador Marconi Perillo (PSDB) e o senador Ronaldo Caiado (DEM) se encontraram no refeitório do Santuário de Nossa Senhora D’Abadia. Apesar de sentarem em mesas separadas, os políticos trocaram palavras amistosas, momentos antes da missa de encerramento da Festa de Nossa Senhora D’Abadia do Muquém (distrito de Niquelândia, distante 307 km de Goiânia).
Eles comentaram sobre a dificuldade de chegar até o Santuário, por conta dos milhares de fieis que se deslocavam para o local – mais de 25 mil assistiram à missa. “Este ano tem mais gente que o habitual. Deve ser por causa da crise!”, brincou Caiado, em alusão à crise econômica pela qual passa o Brasil.
Enquanto tomavam café da manhã, os dois fizeram comentários amenos sobre a política nacional, sobretudo acerca da crise institucional entre o Congresso Nacional e o Governo Federal. O encontro foi interrompido quando Marconi e Caiado foram chamados para o início da celebração, conduzida peloBispo Dom Messias dos Reis, da Diocese de Uruaçu.
Apesar de participarem da mesma chapa em pleitos anteriores, a relação entre Marconi e Caiado foi sempre marcada por divergências de bastidores. Em 2010, no entanto, na Convenção do DEM, foi o próprio Caiado que lançou como opção para ser vice de Marconi o então desconhecido José Eliton,aprovado pelos Democratas para compor a chapa majoritária ao Governo de Goiás. José Elitonacabou trocando de sigla e hoje figura nos quadros do Partido Progressista. Nas eleições majoritárias de 2014, o DEM compôs com o PMDB, ocasião em que Ronaldo Caiado foi eleito senador por Goiás.