sábado, 5 de setembro de 2015

Ministro de Lula chama Temer de golpista


Folhapress – Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação no Governo de Luiz Inácio Lula da Silva e ex-presidente do PSB, Roberto Amaral afirmou, nesta sexta-feira (4), que as declarações do vice-presidente Michel Temer expressam “um golpismo explícito”.
“É muito triste e muito grave. Falou o vice-presidente da República, o sucessor direto da presidente”, disse Amaral.
Segundo ele, não se pode encarar esse como um deslize, já que as declarações em que Temer sinaliza com a hipótese de assumir o governo são recorrentes.
“Dizer que não há uma tentativa de golpe é esconder o sol com a peneira”.
Embora afirme não gostar de comparações históricas, Amaral diz que a atitude de Temer faz lembrar o comportamento do ex-presidente Café Filho (1954 a 1955).
Vice de Getúlio Vargas, Café Filho propôs uma renúncia conjunta. Sua sugestão elevou a temperatura do tumultuado momento político que culminou com o suicídio de Getúlio.
No início de Agosto, Temer afirmou que o Brasil precisa de alguém para “reunificar a todos” na crise.
Roberto Amaral presidiu o PSB até outubro de 2014. Na época, se recusou a apoiar a candidatura deAécio Neves (PSDB) no segundo turno das eleições. Ele chegou a escrever um artigo para a Folha de S.Paulo criticando a decisão do partido.