sábado, 21 de novembro de 2015

Pastor conta como Lula lhe pediu para trazer 35 milhões de dólares que ele ganhou de ditador da Líbia

Lula quis usar um pastor para trazer ao Brasil U$ 35 milhões doados por Muamar Kadafi

Pastor Caio Fábio, hoje prefere ser chamado de Reverendo, uma função de liderança total doMinistério O Caminho, já foi a principal liderança evangélica do Brasil. Extremamente culto e de uma inteligência ímpar, Caio Fábio viveu nas décadas de 80 e 90 do século passado seu ápice como figura religiosa de maior respeito entre todos os evangélicos brasileiros.
Para qualquer problema entre denominações evangélicas, dúvidas quanto assuntos teológicos, Caio Fábio era uma voz definitiva. Quando Caio Fábio falava, os irmãos paravam e obedeciam. Hoje em dia, Caio não tem mais o respeito de toda a comunidade evangélica do Brasil. Depois de se separar da esposa e se casar com sua secretária, e de se envolver na política nacional no famoso caso do Dossiê Cayman, onde diz que foi envolvido covardemente, Caio Fábio perdeu seu poder de liderança e passou a ser duramente criticado pelos principais líderes religiosos do Brasil, em especial os evangélicos.
Hoje, Caio é uma pedra no sapato de muitos líderes dos principais ministérios evangélicos do Brasil, especialmente quando desmascara alguns destes como verdadeiros estelionatários religiosos.Atualmente Caio Fábio se dedica ao seu Ministério O Caminho e a programas de TV especialmente feitos para a internet. Polêmico como sempre, Caio fez declarações bombásticas e pesadas contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com o qual teve forte amizade por mais de 30 anos. Caio Fábio conta em de seus programas como Lula o pediu para trazer ao Brasil a soma de U$ 35 milhões de dólares, que ele Lula, confessava ser uma doação ilegal do ditador líbio Muamar Kadafi. Ao contar o fato, Caio se mostra profundamente decepcionado com Lula, em quem ele diz ter tido muita esperança em relação à política brasileira.
Veja o vídeo e saiba como foi o encontro onde Lula disse ter recebido 35 milhões de dólares da Líbia!