quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Goianésia derrota o Goiás e sai da zona de rebaixamento


Thalita Aquino – Na estréia do técnico Jorge Saran, o Goianésia derrotou o Goiás. Em jogo realizado no Estádio Valdeir José de Oliveira, em Goianésia, o Azulão do Vale acabou com a invencibilidade do Verdão, vencendo por 3 a 2, pela quarta rodada do Campeonato Goiano.
O grande destaque da partida foi o jogador Nonato. O atacante de 36 anos participou dos três gols doAzulão do Vale na virada, criou a jogada do gol de Maranhão e marcou os outros dois. Para o Goiás,Patrick e Wagner balançaram as redes.
Com a primeira vitória na competição estadual, o Goianésia subiu para a terceira colocação do Grupo Bcom 3 pontos. O Goiás se beneficiou da derrota do Anápolis para o Atlético-GO e segue na liderança do Grupo A com 9 pontos. Se tivesse terminado nesta quarta-feira a primeira fase pegaria na semifinal oAnápolis.
Goianésia volta a campo no próximo domingo para enfrentar o Trindade, no Estádio Abrão Manoel da Costa, em Trindade às 17 horas. O Goiás faz o clássico contra o Atlético-GO, domingo no Estádio Serra Dourada, às 17 horas.
O Jogo
Precisando da vitória para iniciar uma reação, o Goianésia começou melhor e ia para cima do adversário. Antes mesmo do primeiro minuto o Azulão do Vale chegou bem ao ataque. Maranhãoaproveitou rebote da entrada da área e pegou de primeira, mas acertou a “orelha” da bola e acabou jogando para longe do gol. Na marca dos quatro minutos, Nonato recebeu cruzamento no 2° poste mas não conseguiu desviar para o gol de Renan.
Apesar de ter bem menos posse de bola e ser pressionado, o Goiás foi cirúrgico e precisou de apenas um chute para inaugurar o placar. Em uma linda jogada, Patrick chapelou o adversário e lançouWagner na linha de fundo. Com um tapa esperto ele devolveu para Patrick que, cara a cara com o goleiro, bateu firme no alto: 1×0 Verdão. A chance do empate não demorou. Cino minutos depois,Maranhão cortou a zaga, mas errou feito o chute e perdeu ótima chance.
À partir disso o Goiás passou administrar o jogo no meio campo. Em uma escapada de Edson Júnior, oVerdão quase ampliou. O debutante recebeu livre na área e soltou a bomba no ângulo direito, masLeandro fez linda defesa e salvou. Pouco tempo depois, veio o empate e a grande surpresa. Nonatofinalizou cruzado e acertou a trave, Maranhão, esperto, apareceu e aproveitou o rebote e estufou as redes.
Mal deu tempo da torcida comemorar e o Azulão do Vale: três minutos depois, aos 33, Renan foi sair em uma bola rasteira, mas deixou ela escapar e Nonato, que vinha na jogada, deixou a bola bater em seu corpo e entrar no gol: 2×1. Aos 38, mais um. Nonato recebeu cruzamento rasteiro e fuzilou para o gol decretando a virada relâmpago dos donos da casa.
Na etapa final, quem entrou pressionado foi o Goiás. Atrás no placar, o time de Enderson Moreiraprecisaria correr atrás do prejuízo se não quisesse amargar a primeira derrota na competição. Endersonpromoveu a entrada de Ramires no meio campo de Goiás, um volante com maior chegada ao ataque. Mas, ainda assim, o Verdão sofria para chegar ao ataque e se esbarrava na forte marcação doGoianésia.
À medida que o tempo ia passando, o Goiás tenta apertar sua pressão em cima do adversário, mas via um Goianésia duro e bem postado na marcação. Só aos 30 minutos o Verdão conseguiu seu segundo gol. Wagner recebeu cruzamento preciso de Sueliton e cabeceou com estilo na saída do goleiro, diminuindo o prejuízo Alviverde.
Mas a reação parou por aí. O Goianésia aumentou ainda mais o ferrolho nos minutos finais e conseguiu segurar o Goiás. A última chance do jogo saiu dos pés de Ramires, que achou um belo chute da entrada da área e tirou tinta do travessão de Leandro.
FICHA TÉCNICA:GOIANÉSIA 3 X 2 GOIÁS
Local: Estádio Valdeir José de Oliveira, em Goianésia (GO)
Data: 10/02/2016
Horário: 21h45
Árbitro: Elmo Resende
Auxiliares: Márcio Soares e Adaílton Fernandes
Gols: Patrick 9’ 1T (0-1); Maranhão 30’ 1T (1-1); Nonato 33’ 1T (2-1) e 38’ 1T (3-1); Wagner 30’ 2T (3-2)
Cartões amarelos: Alef, Gilberto, Cléber e Leandro (Goianésia); William, Juninho e Wesley Matos (Goiás)
GOIANÉSIA: Leandro, Roni Luciano e Aleff; Thiago Araújo (Alemão), Léo Carvalho, Gilberto, Cléber e Paulo (Diniz); Maranhão (Eucarlos) e Nonato.
Técnico: Jorge Saran
GOIÁS: Renan; Sueliton, Wesley Matos, David e Juninho; Wendel (Arthur), William (Ramires), Patrick e Wagner; Carlos Eduardo e Edson Júnior (Liniker).
Técnico: Enderson Moreira