sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

PM prende mulher e comparsa que mataram estudante Nathália Zucatelli em Goiânia


Homicida cumpria pena até o mês de setembro de 2015 quando foi solta pela justiça


Polícia Militar prendeu na noite de quinta-feira (25) a jovem Natália Gonçalves de Sousa, que estava presa até o mês de setembro de 2015 por roubo quando foi colocada em liberdade pela justiça, suspeita de matar a estudante Nathália Araújo Zucatelli, de 18 anos, morta com um tiro após sair do cursinho pré-vestibular, em Goiânia, segundo informou a assessoria da Secretária de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSP-GO). O homem que dirigia a moto também foi preso, mas ainda não teve o nome divulgado. Os dois foram encaminhados durante a madrugada para a Deic e serão apresentados à imprensa às 9h30 na sede da Secretaria da Segurança Pública de Goiás.
Segundo informações de integrantes do Batalhão de Choque, ela confessou o crime, mas não informou a motivação. De acordo com a PM, antes de matar a estudante Nathália Zucatelli, a mulher detida e o comparsa cometeram pelo menos três assaltos. Uma das pessoas roubadas anotou a placa da motocicleta em que a dupla estava e passou a informação para a polícia, que a partir deste dado encontrou a suspeita no Setor Pedro Ludovico. A prisão da homicida se deus depois de um trabalho conjunto do PM-2 e do Batalhão de Choque da Polícia Militar. A apresentação da criminosa acontece nesta sexta-feira, 26.