quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Vigilância manda apreender lote de água mineral por causa de bactéria


Um lote de água mineral da marca Naturágua teve apreensão determinada pela Vigilância Sanitária. Análises realizadas por amostragem no Laboratório Central de Saúde Pública do Ceará (Lacen/CE) apontaram presença das bactérias Escherichia coli e Pseudomonas aeruginosa, em desacordo com os padrões da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para que o produto possa ser comercializado.
A ordem, expedida para as Células Regionais de Saúde, diz ainda que o produto deve ser inutilizado. O problema foi identificado no lote 245, com data de fabricação 28 de dezembro de 2015 e validade até 28 de abril de 2016.
Por meio da assessoria, a Secretaria da Saúde informou que foi determinado à empresa o recolhimento do lote em questão. Além disso, o ofício determina que as vigilâncias sanitárias municipais apreendam produtos desse lote eventualmente não recolhidos.
O Núcleo de Vigilância Sanitária do Estado informa ainda que a Naturágua possui alvará sanitário atualizado, com validade até 26 de novembro de 2016. Apesar de o ofício circular em grupos de WhatsApp, a Vigilância Sanitária disse que não autoriza a divulgação de resultados de monitoramento sobre nenhum produto ou serviço. A comunicação, segundo informou, é feita às empresas para que se regularizem.
O Blog procurou a assessoria de imprensa da Naturágua na tarde de ontem. Até o fechamento desta matéria, a empresa não havia se posicionado.
Fonte: O Povo