sexta-feira, 23 de abril de 2010

A ZOIÚDA QUER IMPOR CENSURA AO JORNALISMO ESPORTIVO BRASIL

Que a Rede globo de televisão é a grande cafetina da família brasileira, o país inteiro sabe. A globo com sua programação impregnada de novelas nada mais faz do que doutrinar as famílias do Brasil para um modelo de perdição, prostituição, desrespeito, traição e outros tantos valores que apenas contribuem para o fim daquilo que conhecemos como família ideal. Não bastasse esse comportamento repugnante, a emissora carioca depois de monopolizar as transmissões esportivas de jogos da seleção brasileira, do campeonato brasileiro e copa do Brasil, quer também patrocinar a censura aos demais veículos de comunicação do país que atuam em coberturas de eventos esportivos. 

A globo ajudou, pressionou e praticamente determinou a aprovação pela Câmara dos Deputados, de um projeto de lei  que altera a chamada Lei Pelé.   Foi aprovado pelos senhores deputados um projeto para alterar a lei Pelé, lei que devia se ater às questões do futebol, mas que pela decisão da nossa Câmara, confirma a verdadeira censura as empresas de comunicação do nosso país. No projeto, que ainda será examinado pelo Senado, os clubes poderão autorizar ou proibir a transmissão de um jogo de futebol, por determinada rádio, e autorizar, ou não, gravações de entrevistas com jogadores desses jogos. É a censura em todos os meios de comunicação do Brasil. Os fotógrafos que trabalham para veículos impressos, por sua vez, poderão ser confinados em um setor do estádio, do qual estarão impedidos de sair. As fotos só serão permitidas a partir desse local. É uma lei federal que censura tudo no esporte, e não para por aí. Cenas para outros canais de televisão estarão restritas a 90 segundos apenas. Isso significa que jogos com muitos gols ou decisões por pênaltis só poderão ser exibidas exclusivamente por um canal. Os jornais noticiosos de televisão estarão, também, limitados aos 90 segundos. E isso tudo elaborado e já aprovado na Câmara dos Deputados.

Com a palavra o Senado Federal. Como é que pode um absurdo desses? O futebol brasileiro é o que é em função do rádio esportivo que fazemos por aqui há mais de um século. A crônica esportiva brasileira é responsável pela riqueza do futebol brasileiro. Não pode se jogar tudo isso no lixo simplesmente por capricho de uma emissora de TV que tem como principal objetivo o dinheiro, o poder, e o empobrecimento da concorrência. A Lei Pelé tocando no assunto comunicação é inconstitucional. Uma lei menor não pode suplantar a lei máxima. O direito da imprensa esportiva tem que ser respeitado. Não aceitamos essa censura que a Globo está impondo ao Congresso Nacional. Senadores do Brasil! Tenham o bom senso de não permitir essa violência contra a democracia.