domingo, 13 de setembro de 2015

Cigana é morta a tiros e suspeitos sofrem acidente na fuga, em Goiás


Uma cigana de uma comunidade que está acampada em Caldas Novas, no sul do estado, foi morta a tiros na noite de sábado (12). De acordo com a Polícia Militar, três ciganos tentaram levar a vítima do local, mas ela se recusou e acabou morta. Na fuga, o veículo em que os três homens seguiam capotou na GO-139 e dois deles morreram. O terceiro foi preso.
De acordo com o tenente Wendel Alves Vieira, os suspeitos eram pai, filho e um sobrinho, que viviam em uma comunidade cigana em Morrinhos. Eles seguiram até Caldas Novas com o objetivo de levar a mulher com eles. “Os ciganos têm a tradição de ‘raptar’ as mulheres dos outros, mas, no caso, ela era casada e não queria ir. Houve uma discussão e a vítima foi baleada e morreu”, explicou.
Logo após o crime, os três ciganos fugiram pela GO-139 e, quando estavam na altura de Marzagão, o condutor do carro perdeu o controle da direção, saiu da pista e o veículo capotou. O pai e o sobrinho não resistiram aos ferimentos e morreram na hora.
Já o filho sofreu apenas ferimentos leves e, após ser levado a um hospital, foi preso em flagrante por envolvimento no homicídio da mulher. Com ele, os PMs encontraram um revólver com duas cápsulas deflagradas e quatro intactas. Ele também foi autuado por porte ilegal de arma.
Segundo Vieira, o suspeito segue detido em Caldas Novas. “Agora a Polícia Civil vai investigar o caso para determinar a participação de cada um dos envolvidos na morte da cigana”, destacou.
Fonte: G1 Goiás