domingo, 22 de novembro de 2015

Só alegria! Vila Nova goleia o Londrina e é campeão brasileiro da Série C


Thalita Aquino – O Vila Nova é o campeão da Série C do Campeonato Brasileiro. Na noite deste sábado (21), o Tigrão venceu de virada o Londrina por 4 a 1, no estádio Serra Dourada, em Goiânia.Moisés (duas vezes), Ramires e Zotti fizeram os gols do time goiano, enquanto o atacante Bruno Batata anotou para os paranaenses.
O meio-campista Ramires e o atacante Moisés, que pertencem ao Anápolis, foram os destaques da partida.
O Vila Nova voltou a conquistar o titulo em nível nacional após 19 anos. O primeiro foi em 1996, quando ganhou de forma invicta a Série C do Campeonato Brasileiro.
No segundo tempo o clima foi quente, com quatro jogadores expulsos, sendo três do Londrina, o lateral-direito Rhuan e os atacantes Patrick e Bruno Batata. Do lado do Vila Nova foi expulso o atacanteMoisés, após marcar o quarto gol do Tigrão.
Canal Gama parabeniza os jogadores, a comissão técnica e a diretoria do Vila Nova pela conquista.
O Jogo
O clima era todo à favor do Vila Nova, um mar vermelho invadiu o Serra Dourada para incentivar oTigrão, que precisava reverter uma derrota, de 1 a 0, no Paraná. E o início de partida fez jus ao rótulo de final de campeonato. Com toda a atmosfera da torcida e os times buscando o jogar, não podia ser diferente. Logo aos quatro minutos o primeiro gol: em cruzamento a bola bateu no braço de Vitor. Falta marcada e cobrada na área, Bruno Batata subiu e anotou: 1×0 Londrina.
Mal deu tempo de comemorar e veio o avalanche do Tigrão. Aos seis minutos Ramires empatou. Bola tocada rasteira na área, Robston furou e sobrou para o camisa oito enfiar o pé e anotar o primeiro tento do Tigrão. A torcida se incendiou e o Vila Nova respondeu em campo: Na marca dos 10, Moisésrecebeu passe completamente livre na área e bateu cruzado: 2×1, virada no Serra Dourada e delírio da torcida colorada.
Depois do início frenético, na faixa dos 15 minutos a partida perdeu um pouco da velocidade. Com a vantagem diminuída e no limite, a equipe do Londrina passou a segurar mais a bola e tentar segurar oVila Nova no seu campo defensivo. Rodando a bola próximo à área do Tigrão, o Londrina acabava conseguindo muitas faltas e nas bolas paradas tentava pressionar. Do outro lado, o Vila Nova parava na bem postada defesa e quase não criava.
Nos minutos finais o Londrina voltou a dar um susto enorme na torcida colorada. Aos 40 o time chegou ao segundo gol no Serra Dourada, mas o árbitro viu falta de ataque na defesa do Tigrão e invalidou a jogada para alívio das arquibancadas. Porém, a preocupação não acabou no primeiro tempo e o jogo foi para o intervalo com o Londrina sendo o campeão.
Para a etapa final a torcida voltou cantando ainda mais forte no Serra Dourada. No campo, o Vila Novaconseguia ter a bola um pouco mais e, assim, buscava o gol do desafogo. Logo no 2° minuto, Marceloavançou à intermediária e soltou uma bomba. A bola subiu e por pouco passou por cima do travessão deVitor. Dois minutos depois foi a vez de Róbston arriscar de fora da área, mas novamente a bola saiu.
Aos seis, porém, não teve erro. Zotte aproveitou rebote na cobrança de escanteio e acertou um belo chute no canto de Vitor, sem chance de defesa, para incendiar o Serra Dourada e fazer a torcida colorada explodir: 3×1 e o título agora passava para as mãos do Tigrão. A situação virou completamente à favor do Vila Nova, que passou a jogar mais tranquilo e o Londrina é quem estava pressionado.
Com os papéis invertidos, o jogo ficou tenso e pegado. Os técnicos duelavam a cada substituição e o jogo ganhava em emoção. Precisando de um gol, o Londrina apostava nas jogadas aéreas e de bola parada, mas o Tigrão estava muito bem postado defensivamente e dificultava a vida dos adversários. Aos 29, por pouco o Londrina não chegou ao objetivo, Bruno Batata ajeitou, Rafael Gava dominou e acertou uma pancada no travessão de Edson!
Nos minutos finais o tom da partida foi ficando dramático. O Londrina não chegava com tanto perigo, mas o Vila Nova se tornou passivo em campo e, além de não buscar com afinco o gol libertador, não conseguia tirar a posse de bola do Londrina. Coube ao torcedor esperar até o último minuto para então soltar, com tom de desabafo, o grito de: É CAMPEÃO!
No lance final o goleirão Vitor foi para a área adversária tentar a sorte, mas deu foi azar. No rebote oVila Nova saiu em velocidade, Frontini lançou Moisés que só rolou para o gol vazio e abriu o mar vermelho no Serra Dourada: 4×1 e a taça de campeão da Série C.
FICHA TÉCNICA
VILA NOVA 4X1 LONDRINA
Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 20/11/2015
Horário: 19h30
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Auxiliares: Carlos Júnior (SP) e Anderson Coelho (SP)
Gols: Bruno Batata 4’ 1T (0-1); Ramires 6’ 1T (1-1); Moisés 10’ 1T (2-1) e 49’ 2T (4-1); Zotte 6’ 2T (3-1)
Público: 40.914 presentes
Renda: 234.500 reais
Cartões amarelos: Robston, Zotte, Moisés, Edson (Vila Nova); Luisão, Diogo Roque, Bruno Batata, Paulinho (Londrina)
Cartões vermelhos: Rhuan, Patrick (Londrina); Moisés (Vila)
VILA NOVA: Edson; Marcelo (Gustavo Bastos), Vinícius Simon, Vitor e Marinho Donizete; Francesco, Ramires, Róbston (Baiano) e Zotte (Paulo Vitor); Moisés e Frontini.
Técnico: Márcio Fernandes
LONDRINA: Vitor; Rhuan, Sílvio, Luizão e Paulinho; Diogo Roque (Netinho), Germano, Rafael Gava (Magno) e Zé Rafael; Quirino (Patrick) e Bruno Batata.
Técnico: Cláudio Tencati