sexta-feira, 23 de maio de 2014

Goiânia: Líderes de movimento estudantil são presos suspeitos de incitar a violência

pc

Polícia Civil deflagrou na manhã desta sexta-feira (23) a Operação R$ 2,80 com o objetivo de prender integrantes do Movimento Estudantil Popular Revolucionário suspeitos de depredar o patrimônio público e incitar a violência em Goiânia.
Até o final da manhã, três estudantes, com idade entre 18 e 20 anos, foram detidos e cinco mandados de busca e apreensão, cumpridos. Um mandato de prisão ainda não foi efetivado.
De acordo com o delegado responsável pela operação, Alexandre Lourenço, da Delegacia Estadual de Repressão a Ações Criminosas Organizadas (Draco), o grupo é suspeito de depredar pelo menos 100 ônibus do transporte público da capital durante manifestações nas últimas semanas. Os protestos foram motivados pelo aumento de R$ 2,70 para R$ 2,80 no preço da passagem do transporte coletivo na Grande Goiânia.
Segundo a polícia, as prisões ocorreram nesta sexta-feira para evitar mais protestos.  “Queremos cessar o vandalismo. Eles já tinham convocados outros atos para esta semana”, informou o delegado.