sábado, 2 de agosto de 2014

Goiás perde mandos por bomba e deve jogar na Arena Pantanal



brigagoiasxatleticopr2010adalbertomarquesagifgazeta
Goiás foi punido mais uma vez por má conduta de torcedores no Serra Dourada. Desta vez, o incidente aconteceu na partida contra o Sport, empate por 0 a 0, quando um indivíduo explodiu uma bomba caseira na arquibancada, e o fato foi citado na súmula. 
Nas duas primeiras partidas como mandante nesta Série A, o Goiás já teve de mandar jogos longe de Goiânia em decorrência de brigas de torcida no ano passado. Antes mesmo de os esmeraldinos acostumarem a ver seu time de perto, o Goiás terá de sair de Goiânia mais uma vez. A explosão de uma bomba foi citada pelo árbitro Péricles Bassols (RJ), e o clube foi punido.
“Aos 31 minutos do segundo tempo, a partida foi paralisada por ter estourado uma bomba artesanal na arquibancada junto à torcida do Goiás, sendo comunicado ao delegado do jogo e ao comandante do policiamento o fato. O sistema de auto falantes e o placar eletrônico do estádio ratificaram a solicitação da equipe de arbitragem, de não soltarem bombas no interior do estádio”, escreveu Bassols na súmula.
Como o Goiás é reincidente, o relator do caso, Wanderley Godoy, pediu punição de quatro jogos e multa de R$ 50 mil. Os auditores acompanharam o voto do relator. Assim, o Goiás terá que jogar fora de Goiânia contra Inter (15.ª rodada), Cruzeiro (17.ª), Atlético-PR (18.ª) e Flamengo (20.ª).
Caso não consiga efeito suspensivo ou reverter a punição, a diretoria esmeraldina deve optar inicialmente por mandar jogos na Arena Pantanal, em Cuiabá.