sexta-feira, 29 de abril de 2016

Vereador Djalma Araújo e promotor Goiamilton Machado quase trocam tapas na OAB-GO

Vereador Djalma Araújo e promotor Goiamilton Machado quase trocam tapas na OAB-GO


Vereador acusou o promotor de fazer corpo mole na investigação do aumento de preço dos combustíveis

Era para para ser apenas uma audiência pública sobre o aumento no preço do combustível em Goiás, realizada pela Ordem dos Advogados do Brasil – Seção de Goiás (OAB-GO). O evento, que estava sendo realizado no Auditório Eli Alves Forte, sob a coordenação da Comissão de Direitos do Consumidor (CDC) com o objetivo de promover o diálogo da Ordem com as instituições e a sociedade, a fim de discutir sobre o aumento.
Estavam presentes representantes da Comissão de Direitos Difusos e Coletivos da OAB Nacional, do Procon Goiás, Procon Goiânia, Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), Delegacia do Consumidor (Decon), Ministério Público Estadual, Associação Comercial, Industrial e de Serviços do Estado de Goiás (Acieg), Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo no Estado de Goiás (Sindiposto), Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Agência Nacional do Petróleo (ANP), e presidentes das Comissões de Direito do Consumidor da Câmara de Vereadores e da Assembleia Legislativa, engajados na matéria.
Tudo corria muito bem até que a palavra foi dada ao vereador de Goiânia, Djalma Araújo, da Comissão de Direito do Consumidor da Câmara de Vereadores da capital. Djalma Araújo acusou o promotor público, Goiamilton Antônio Machado, de prevaricação. Djalma disse que o representante do Ministério Público não quis investigar de verdade os aumentos abusivos nos preços dos combustíveis em Goiânia e em Goiás. A partir daí foi uma baixaria geral. Troca de ofensas não faltou no triste episódio. Por muito pouco o vereador e o promotor não foram às vias de fato. E olha que a audiência visava o diálogo.
Veja o vídeo onde o vereador Djalma Araújo e o promotor Goiamilton Machado quebraram o pau na OAB-GO!