sábado, 14 de fevereiro de 2015

Transporte Coletivo: Marconi Perillo desafia o prefeito de Goiânia



Marconi 100

Governo de Goiás continua beneficiando mais de 310 mil usuários por dia no Eixo-Anhanguera com 50% da passagem

O Governador de Goiás, Marconi Perillo, mesmo estando ainda na Europa onde fechou nesta sexta-feira,13/02, uma missão oficial, falou neste sábado, 14/02, aoCanal Gama sobre o reajuste no preço da passagem do transporte coletivo na região metropolitana de Goiânia para R$ 3,30 à partir de segunda-feira, 16/12, conforme decidiu a CDTC onde a Prefeitura de Goiânia tem maioria de assentos e 100% de poder de decisão. Marconi rechaçou qualquer tentativa de quem quer que seja de fugir das responsabilidades do problema, ou mesmo de tirar proveito político de uma situação extremamente complexa.
O governador reforça a informação de que o problema do aumento do preço da passagem de ônibus coletivo na Região Metropolitana de Goiânia é de responsabilidade dos prefeitos da região que não deram conta de pagar a parte deles no Pacto Pelo Transporte Coletivo, que visa cobrir o custo das empresas com as gratuidades. Pelo pactuado, as 18 prefeituras da Grande Goiânia se responsabilizaram pelo pagamento de 50% das gratuidades, cabendo ao estado de Goiás o pagamento dos outros 50%. Todavia, as prefeituras nunca fizeram a sua parte.
Marconi Perillo disse ao Canal Gama que a parte do governo com as empresas está 100% resolvida. Ele afirmou que o governo de Goiás tem uma relação muito sadia com todas as empresas do sistema e que o estado sempre esteve pronto para cumprir a sua parte no Pacto Pelo Transporte Coletivo. Marconi lembrou que o cerne do problema está na falta de confiança das empresas nas prefeituras da Região Metropolitana de Goiânia.
O governador lançou um desafio definitivo para solucionar de vez o problema das gratuidades e do custo da passagem do transporte coletivo na Grande Goiânia: “nessa questão a nossa parte com as empresas do sistema de transporte coletivo da Região Metropolitana de Goiânia está resolvida. Agora, se o prefeito de Goiânia pagar a parte dele conforme o acordado, o problema todo estará resolvido”, arrematou.
Marconi disse ainda que está absolutamente tranquilo neste assunto, uma vez que fez e continua fazendo todos os esforços para beneficiar a população com um transporte digno por um preço cada vez mais justo. O governador lembrou ainda do benefício que o governo dá aos mais de 310 mil usuários diários da Metrobus na maior linha do sistema que é Eixo-Anhanguera, onde o preço da passagem é de apenas 50% do valor cobrado nas demais linhas. Com a palavra a Prefeitura de Goiânia!