segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Ladrões de banco são presos com armas de guerra em Goiás


duplar
Áulus Rincon
Procurados por assaltos a bancos em vários estados, Adriano Silva Guimarães, 37 e Waiter Freire de Castro, 31, foram presos com bananas de dinamite, munições e armas idênticas as que foram usadas na Guerra do Iraque. A dupla, segundo a polícia, é responsável por pelo menos cinco explosões de caixas eletrônicos ocorridas nos últimos dias em Goiás.
Usando documentos falsos, Adriano, que só mudou o sobrenome, e Waiter, que se apresentava como Leandro Silva Caetano, foram localizados após um trabalho conjunto entre policiais federais, militares e civis. Em duas residências, os policiais encontraram explosivos, uma pistola, duas escopetas calibre 12, rádios de comunicação, uma metralhadora israelense UZI calibre 9 milímetros e um fuzil HK-47, arma que tem um poder de destruição devastador, com munição capaz de atravessar até mesmo o motor de veículos blindados que transportam valores.
duplarmas
De acordo com as investigações, Adriano e Waiter, junto com outros criminosos que também estão sendo procurados atacaram uma agência bancária em Caldazinha na madrugada da última quinta-feira. O bando que seria comandado por Adriano explodiu caixas eletrônicos também em São Miguel do Passa Quatro, Caldazinha e Leopoldo de Bulhões. Chefe do Grupo Anti Roubos a Bancos (GAB) da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), o delegado Waldemir Pereira disse ter informações de que os dois presos agiram também no Tocantins, Bahia e Maranhão. Devido à periculosidade da quadrilha, Adriano e Waiter foram transferidos no final da manhã desta segunda-feira para o Núcleo de Custódia em Aparecida de Goiânia.