terça-feira, 11 de agosto de 2015

Irmão do peemedebista e irista histórico, Luiz Soyer, confessa que mandou matar o prefeito de Matrinchã e a esposa

secretário de Finanças de Matrinchã, Hélio Alves Soyer, irmão do ex-deputado federal e ex-presidente do PMDB-GO, Luiz Soyer, um dos homens mais fortes das administrações Iris Rezende, dono da Fazenda Recanto dos Modebas no município de Inhumas, confessou em depoimento à polícia na tarde desta terça-feira, 11/08, ter mandado matar o prefeito do município, Daniel Antônio de Souza (PTB) e sua esposa, a primeira-dama Elizete Bruno de Bastos . A confissão foi confirmada no plenário da Assembleia Legislativa de Goiás pelo deputado Cláudio Meirelles que é o parlamentar representante do município. Os detalhes de como o duplo assassinato foi cometido ainda estão sendo apurados pela DEIC.
O casal foi encontrado morto no último dia 4 de agosto, na casa onde moravam, no Setor Agrovila, distante  cerca de dois quilômetros da cidade de Matrinchã. Quem encontrou o prefeito e a primeira dama foram dois assessores do prefeito que tinham uma reunião marcada com ele. 
Segundo o titular da Delegacia de Investigações Criminais (Deic), Kleber Toledo, que investiga o caso, os dois  foram mortos na área externa da casa e depois seus corpos foram arrastados para os quartos da casa onde moravam.  O corpo da mulher foi encontrado no quarto de hóspedes e do prefeito no quarto do casal. 
Segundo a perícia, as vítimas não foram atingidas por disparos de armas de fogo, como havia sido divulgado inicialmente. De acordo com Toledo, eles foram mortos com golpes na cabeça e com corte no pescoço.